Polícia fecha fábrica de CDs e DVDs piratas no bairro São Cristóvão - Noticias


Polícia fecha fábrica de CDs e DVDs piratas no bairro São Cristóvão

A Polícia prendeu dois funcionários que estavam trabalhando na hora do flagrante. O dono do estabelecimento, entretanto, está foragido

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

2 de março de 2011 às 17:21

Há 9 anos

Uma fábrica de CDs e DVDs piratas, que funcionava numa casa no bairro São Cristóvão, em Fortaleza, foi fechada pela Polícia na madrugada desta quarta-feira (02).

Os policiais chegaram à fábrica clandestina por volta das 3h da madrugada e encontraram dois funcionários trabalhando. Os homens foram presos em flagrante e encaminhados para o 30º D.P. Nesta quinta-feira (3) eles devem ser transferidos para o 6º D.P., na Paupina.

Já o proprietário, identificado como Paulo José, não estava no local. Apesar disso, de acordo com a delegada Juliana Pinheiro, ele tentou subornar os policiais. Até o momento, ele está foragido.

Para levar o material apreendido à delegacia, foi preciso a ajuda de um caminhão. Em uma das salas do 30º Distrito Policial ficaram as dezenas de computadores, 120 leitoras e gravadoras, 11 impressoras e mais de 6 mil CDs e DVDs piratas, já embalados para a venda.

Redação Jangadeiro Online, com informações do 30º Distrito Policial

Publicidade

Dê sua opinião

Polícia fecha fábrica de CDs e DVDs piratas no bairro São Cristóvão

A Polícia prendeu dois funcionários que estavam trabalhando na hora do flagrante. O dono do estabelecimento, entretanto, está foragido

Por Felipe Lima e Thamiris Treigher em Polícia

2 de março de 2011 às 17:21

Há 9 anos

Uma fábrica de CDs e DVDs piratas, que funcionava numa casa no bairro São Cristóvão, em Fortaleza, foi fechada pela Polícia na madrugada desta quarta-feira (02).

Os policiais chegaram à fábrica clandestina por volta das 3h da madrugada e encontraram dois funcionários trabalhando. Os homens foram presos em flagrante e encaminhados para o 30º D.P. Nesta quinta-feira (3) eles devem ser transferidos para o 6º D.P., na Paupina.

Já o proprietário, identificado como Paulo José, não estava no local. Apesar disso, de acordo com a delegada Juliana Pinheiro, ele tentou subornar os policiais. Até o momento, ele está foragido.

Para levar o material apreendido à delegacia, foi preciso a ajuda de um caminhão. Em uma das salas do 30º Distrito Policial ficaram as dezenas de computadores, 120 leitoras e gravadoras, 11 impressoras e mais de 6 mil CDs e DVDs piratas, já embalados para a venda.

Redação Jangadeiro Online, com informações do 30º Distrito Policial