10 argumentos equivocados de quem é contra ou a favor aos protestos anti-Dilma e PT


10 argumentos equivocados de quem é contra ou a favor aos protestos anti-Dilma e PT

Nas redes sociais, se o cidadão se mostra contrário a presidente, é chamado de “coxinha”; se é a favor, é tachado de “petralha”. Há muito o debate virou discussão

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de março de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Os dois lados da disputa política no Brasil têm argumentos condenáveis (FOTO: Reprodução)

Os dois lados da disputa política no Brasil têm argumentos condenáveis (FOTO: Reprodução)

As manifestações do último domingo (15) foram marcadas por comentários, nas redes sociais, a favor e contra o protesto. Nessas redes, se o usuário se mostra contrário a presidenta Dilma Rousseff (PT) é tachado de “coxinha”; se é a favor, é chamado de “petralha”. Cada pessoa defende a sua opinião e não aceita o argumento de quem pensa o contrário. Um festival de intolerância, tal qual a guerra de paixões do futebol. O debate entre a esquerda e a direita no país, há muito tempo, virou uma discussão. Não há conversa, só muita disposição para falar e pouca em ouvir. Alguns dos argumentos mais repetidos são equivocados, o que indica que não há lado com 100% de razão. O Tribuna do Ceará lista 10 deles, e provoca: que tal ouvir mais o que o outro lado tem a dizer?

Equívocos de quem é a favor das manifestações:

1 – Impeachment de Dilma
O Impeachment é um instrumento político que a Constituição Federal considera para alguns casos, dentre eles um envolvimento comprovado do gestor com corrupção. No momento, não há nada que indique que Dilma Rousseff esteja envolvida, por exemplo, com o desvio de recursos da Petrobras, como acusam seus críticos. O Impeachment não pode ser pedido por opositores simplesmente porque estão insatisfeitos com a política de governo.

2 – Volta dos militares
Por incrível que pareça, havia pessoas nas manifestações pelo país pedindo a volta dos militares ao poder. Uma incoerência, já que, se de fato isso acontecesse, eles sequer teriam o direito de se manifestar novamente. Ou seja, estavam pedindo para perder seus direitos.

3 – A culpa é da Dilma
Ao culpar Dilma Rousseff pela falta de segurança, os manifestantes demonstram falta de conhecimento de como funciona a política no Brasil, já que essa responsabilidade cabe aos governadores, e não a presidente. O país tem 56.764 vereadores, 5.570 prefeitos, 513 deputados federais, 81 senadores, 27 governadores, mas para seus críticos, tudo vira “culpa da Dilma”.

4 – Medo de uma ditadura de esquerda
Cartazes nas manifestações pregavam frases como “Brasil não será a nova Cuba” e “Brasil não é a Venezuela”. Críticos da atual gestão do governo federal temem que, assim como os vizinhos do continente, os esquerdistas proclamem uma ditadura de esquerda no país. Isso sim, caso realidade, seria motivo cabível para pedido de Impeachment.

5 – Movimento é apartidário
Se o movimento é contrário ao governo do PT, ele já está tomando uma posição. Alguns manifestantes usam frases como “Fora Dilma, e leve o PT junto”, ou seja, expressam uma posição política. E, ressalte-se, por mais que não digam qual é sua posição – embora muitos defendam o PSDB de Aécio Neves, candidato derrotado na última eleição. Por isso, mesmo que não tenha financiamento tucano ou de outros partidos de oposição, não dá para dizer que o movimento é totalmente apartidário.

Equívocos de quem é contrário às manifestações:

1 – Protesto de rico
As manifestações de domingo foram tachadas de “mimimi de ricos” por seus críticos. Mesmo que seus integrantes sejam cidadãos das classes média e alta, o que só seria possível saber com base em estudo estatístico, isso não deslegitimaria o movimento. Afinal, um governo precisa governar para todos, como prega o slogan da atual gestão – inclusive os ricos, que têm direito ao manifesto em caso de insatisfação.

2 – Reclamação de uma minoria
Desde a organização da manifestação, os críticos minimizavam a sua força. Favoráveis ao governo acreditavam que somente uma minoria iria comparecer. Todavia, mais de 2 milhões de pessoas vestiram-se de verde e amarelo e tomaram as ruas no domingo, na maior manifestação popular desde as Diretas Já, na década de 1980. Ciente do impacto, o governo anunciou mudanças ainda naquela noite.

3 – Dilma não sabia sobre corrupção
O petistas defendem que Dilma Rousseff não sabia do esquema que existia entre políticos, empreiteiras, lobistas e diretores de alto escalão da Petrobras. Isso seria o argumento pelo qual a presidente não poderia ser responsabilizada pelo escândalo de corrupção investigado pela operação Lava-Jato. Partindo do pressuposto de que Dilma realmente não sabia do que estava acontecendo, ela passa atestado de má gerência sobre a principal empresa pública federal. O que, dessa forma, não alivia sua imagem perante a crise que levou à insatisfação popular.

4 – Manifestação é reclamação de recalcados
Para os críticos dos protestos, os manifestantes estariam insatisfeitos “porque não conseguem mais contratar empregadas domésticas” após o governo Lula. A melhoria de vida garantida com a ascensão da classe C, contestam economistas, não seria real, mas sim uma transferência de renda conquistada a partir do aumento de impostos. Ou seja, como não existe crescimento real da economia, a política é uma caridade garantida com dinheiro alheio.

5 – Não sabem perder
Para os críticos dos manifestantes, o protesto é chororô de quem foi derrotado no pleito de 2014. A democracia garante o direito ao protesto, e o lado que venceu a eleição terá que se acostumar a gritaria de quem perdeu, afinal a vantagem foi pequena – 51% a 48%. Se o resultado do ano passado fosse o contrário, os papéis se inverteriam ao longo desses quatro anos. Por isso, saber vencer é tão importante quanto saber perder.

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
1/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
2/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
3/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
4/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
5/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
6/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
7/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
8/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
9/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
10/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
11/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
12/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
13/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
14/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
15/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
16/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
17/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
18/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
19/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

Publicidade

Dê sua opinião

10 argumentos equivocados de quem é contra ou a favor aos protestos anti-Dilma e PT

Nas redes sociais, se o cidadão se mostra contrário a presidente, é chamado de “coxinha”; se é a favor, é tachado de “petralha”. Há muito o debate virou discussão

Por Tribuna do Ceará em Política

17 de março de 2015 às 09:00

Há 5 anos
Os dois lados da disputa política no Brasil têm argumentos condenáveis (FOTO: Reprodução)

Os dois lados da disputa política no Brasil têm argumentos condenáveis (FOTO: Reprodução)

As manifestações do último domingo (15) foram marcadas por comentários, nas redes sociais, a favor e contra o protesto. Nessas redes, se o usuário se mostra contrário a presidenta Dilma Rousseff (PT) é tachado de “coxinha”; se é a favor, é chamado de “petralha”. Cada pessoa defende a sua opinião e não aceita o argumento de quem pensa o contrário. Um festival de intolerância, tal qual a guerra de paixões do futebol. O debate entre a esquerda e a direita no país, há muito tempo, virou uma discussão. Não há conversa, só muita disposição para falar e pouca em ouvir. Alguns dos argumentos mais repetidos são equivocados, o que indica que não há lado com 100% de razão. O Tribuna do Ceará lista 10 deles, e provoca: que tal ouvir mais o que o outro lado tem a dizer?

Equívocos de quem é a favor das manifestações:

1 – Impeachment de Dilma
O Impeachment é um instrumento político que a Constituição Federal considera para alguns casos, dentre eles um envolvimento comprovado do gestor com corrupção. No momento, não há nada que indique que Dilma Rousseff esteja envolvida, por exemplo, com o desvio de recursos da Petrobras, como acusam seus críticos. O Impeachment não pode ser pedido por opositores simplesmente porque estão insatisfeitos com a política de governo.

2 – Volta dos militares
Por incrível que pareça, havia pessoas nas manifestações pelo país pedindo a volta dos militares ao poder. Uma incoerência, já que, se de fato isso acontecesse, eles sequer teriam o direito de se manifestar novamente. Ou seja, estavam pedindo para perder seus direitos.

3 – A culpa é da Dilma
Ao culpar Dilma Rousseff pela falta de segurança, os manifestantes demonstram falta de conhecimento de como funciona a política no Brasil, já que essa responsabilidade cabe aos governadores, e não a presidente. O país tem 56.764 vereadores, 5.570 prefeitos, 513 deputados federais, 81 senadores, 27 governadores, mas para seus críticos, tudo vira “culpa da Dilma”.

4 – Medo de uma ditadura de esquerda
Cartazes nas manifestações pregavam frases como “Brasil não será a nova Cuba” e “Brasil não é a Venezuela”. Críticos da atual gestão do governo federal temem que, assim como os vizinhos do continente, os esquerdistas proclamem uma ditadura de esquerda no país. Isso sim, caso realidade, seria motivo cabível para pedido de Impeachment.

5 – Movimento é apartidário
Se o movimento é contrário ao governo do PT, ele já está tomando uma posição. Alguns manifestantes usam frases como “Fora Dilma, e leve o PT junto”, ou seja, expressam uma posição política. E, ressalte-se, por mais que não digam qual é sua posição – embora muitos defendam o PSDB de Aécio Neves, candidato derrotado na última eleição. Por isso, mesmo que não tenha financiamento tucano ou de outros partidos de oposição, não dá para dizer que o movimento é totalmente apartidário.

Equívocos de quem é contrário às manifestações:

1 – Protesto de rico
As manifestações de domingo foram tachadas de “mimimi de ricos” por seus críticos. Mesmo que seus integrantes sejam cidadãos das classes média e alta, o que só seria possível saber com base em estudo estatístico, isso não deslegitimaria o movimento. Afinal, um governo precisa governar para todos, como prega o slogan da atual gestão – inclusive os ricos, que têm direito ao manifesto em caso de insatisfação.

2 – Reclamação de uma minoria
Desde a organização da manifestação, os críticos minimizavam a sua força. Favoráveis ao governo acreditavam que somente uma minoria iria comparecer. Todavia, mais de 2 milhões de pessoas vestiram-se de verde e amarelo e tomaram as ruas no domingo, na maior manifestação popular desde as Diretas Já, na década de 1980. Ciente do impacto, o governo anunciou mudanças ainda naquela noite.

3 – Dilma não sabia sobre corrupção
O petistas defendem que Dilma Rousseff não sabia do esquema que existia entre políticos, empreiteiras, lobistas e diretores de alto escalão da Petrobras. Isso seria o argumento pelo qual a presidente não poderia ser responsabilizada pelo escândalo de corrupção investigado pela operação Lava-Jato. Partindo do pressuposto de que Dilma realmente não sabia do que estava acontecendo, ela passa atestado de má gerência sobre a principal empresa pública federal. O que, dessa forma, não alivia sua imagem perante a crise que levou à insatisfação popular.

4 – Manifestação é reclamação de recalcados
Para os críticos dos protestos, os manifestantes estariam insatisfeitos “porque não conseguem mais contratar empregadas domésticas” após o governo Lula. A melhoria de vida garantida com a ascensão da classe C, contestam economistas, não seria real, mas sim uma transferência de renda conquistada a partir do aumento de impostos. Ou seja, como não existe crescimento real da economia, a política é uma caridade garantida com dinheiro alheio.

5 – Não sabem perder
Para os críticos dos manifestantes, o protesto é chororô de quem foi derrotado no pleito de 2014. A democracia garante o direito ao protesto, e o lado que venceu a eleição terá que se acostumar a gritaria de quem perdeu, afinal a vantagem foi pequena – 51% a 48%. Se o resultado do ano passado fosse o contrário, os papéis se inverteriam ao longo desses quatro anos. Por isso, saber vencer é tão importante quanto saber perder.

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
1/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
2/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
3/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
4/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
5/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
6/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
7/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
8/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
9/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
10/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
11/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
12/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
13/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
14/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
15/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
16/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
17/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
18/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo
19/19

10 argumentos equivocados nas redes sociais sobre a manifestação de domingo

Cartazes chamaram atenção nas ruas. (FOTO: Divulgação)