Capitão Wagner se coloca à disposição para candidatura ao governo em 2018

FUTURO À VISTA

Capitão Wagner se coloca à disposição para candidatura ao governo em 2018

O candidato derrotado evitou falar sobre a disputa para governador em 2018, mas disse que coragem tem de sobra

Por Lyvia Rocha em Política

30 de outubro de 2016 às 20:50

Há 3 anos

selo-03Após o anúncio da vitória de Roberto Cláudio (PDT), com 53,57%, o candidato derrotado Capitão Wagner (PR), que obteve 46,43% dos votos, foi ao comitê para falar com os militantes, apoiadores. “Saí de uma eleição de 100 mil votos de deputado estadual e agora tive quase 600 mil votos na disputa para prefeito. O meu sentimento é de alegria”, comentou.

O candidato derrotado também falou sobre o seu futuro na política e uma possível candidatura ao governo.

militantes-capitão-wagner

Mesmo com a derrota, os militantes do Capitão lotaram o comitê (FOTO: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

“É muito cedo para falar sobre o governo de 2018. Estou bem cansado, quero tirar uma semana de descanso, cumprir minha agenda na Assembleia, mas, se for realmente o nosso destino a eleição em 2018 para qualquer cargo, coragem para disputar a gente tem”, afirmou o deputado estadual.

Capitão Wagner seguiu fazendo críticas a atual gestão da cidade. “Eu ainda estou devendo a minha campanha, e não sei como irei pagar, mas pagarei, pois honro meus compromissos. Nós lutamos com a campanha mais cara do Brasil, contrastando com a quinta capital mais desigual do País, mas mesmo com tudo isso fizemos uma campanha bonita e com pessoas que de graça aderiram a nossas ideias”, afirmou. 

Apoiadores políticos como o vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB), candidato a vice na chapa do Capitão Wagner, disseram que “nasceu um novo líder político no Ceará”. “Uma campanha honesta, com um homem capacitado, e que não precisou usar a máquina pública para conseguir militantes que vieram aqui de graça. Nasceu hoje um grande líder na cidade, quer dizer, nasce um grande líder no Ceará”, ressaltou Gaudêncio.

Publicidade

Dê sua opinião

FUTURO À VISTA

Capitão Wagner se coloca à disposição para candidatura ao governo em 2018

O candidato derrotado evitou falar sobre a disputa para governador em 2018, mas disse que coragem tem de sobra

Por Lyvia Rocha em Política

30 de outubro de 2016 às 20:50

Há 3 anos

selo-03Após o anúncio da vitória de Roberto Cláudio (PDT), com 53,57%, o candidato derrotado Capitão Wagner (PR), que obteve 46,43% dos votos, foi ao comitê para falar com os militantes, apoiadores. “Saí de uma eleição de 100 mil votos de deputado estadual e agora tive quase 600 mil votos na disputa para prefeito. O meu sentimento é de alegria”, comentou.

O candidato derrotado também falou sobre o seu futuro na política e uma possível candidatura ao governo.

militantes-capitão-wagner

Mesmo com a derrota, os militantes do Capitão lotaram o comitê (FOTO: Lyvia Rocha/Tribuna do Ceará)

“É muito cedo para falar sobre o governo de 2018. Estou bem cansado, quero tirar uma semana de descanso, cumprir minha agenda na Assembleia, mas, se for realmente o nosso destino a eleição em 2018 para qualquer cargo, coragem para disputar a gente tem”, afirmou o deputado estadual.

Capitão Wagner seguiu fazendo críticas a atual gestão da cidade. “Eu ainda estou devendo a minha campanha, e não sei como irei pagar, mas pagarei, pois honro meus compromissos. Nós lutamos com a campanha mais cara do Brasil, contrastando com a quinta capital mais desigual do País, mas mesmo com tudo isso fizemos uma campanha bonita e com pessoas que de graça aderiram a nossas ideias”, afirmou. 

Apoiadores políticos como o vice-prefeito Gaudêncio Lucena (PMDB), candidato a vice na chapa do Capitão Wagner, disseram que “nasceu um novo líder político no Ceará”. “Uma campanha honesta, com um homem capacitado, e que não precisou usar a máquina pública para conseguir militantes que vieram aqui de graça. Nasceu hoje um grande líder na cidade, quer dizer, nasce um grande líder no Ceará”, ressaltou Gaudêncio.