CPI do caso Cachoeira deve enviar inquérito na quarta-feira


CPI do caso Cachoeira deve enviar inquérito na quarta-feira

A CPI mista do caso Cachoeira vai receber do STF os 40 volumes do inquérito aberto para investigar o esquema, em papel e em CD, nesta quarta-feira (2).

Por Lyvia Rocha em Política

1 de maio de 2012 às 13:37

Há 8 anos
Senador Vital do Rêgo

Senador Vital do Rêgo vai traçar plano de trabalho em vista o procurador-geral da República / Foto: Lia de Paula/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista que investiga as relações do contraventor Carlos Cachoeira com agentes públicos e privados vai receber do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (2), às 10h, os 40 volumes do inquérito aberto para investigar o esquema, em papel e em CD.

A informação é do presidente da Comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), segundo o qual o inquérito totaliza 15 mil folhas de papel.

Investigação

Vital disse que tomou conhecimento, na sexta-feira (27), do despacho em que o ministro Ricardo Lewandowski atendeu ao pedido da CPI para o compartilhamento das informações do inquérito. No despacho, o ministro mantém o caráter sigiloso do inquérito, o que obriga a CPI a observar as restrições de publicidade sobre os dados que estão sob segredo de justiça.

Também nesta quarta-feira, a CPI se reúne para traçar seu plano de trabalho. Uma das providências agendadas é uma visita, às 11h, do senador Vital do Rêgo e do relator da CPI, deputado Odair Cunha, ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Vital e Odair pedirão ao procurador que venha ao Senado, para atualizar os integrantes da CPI com informações sobre o inquérito conduzido pela Polícia Federal.

Conselho de Ética

Relator do processo de Cachoeira no STF, Ricardo Lewandowski também liberou o acesso dos documentos ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado que, desde o início do mês, examina representação do Partido Socialista (PSOL) para verificar se o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), suspeito de envolvimento com os negócios de Cachoeira, quebrou o decoro parlamentar.

Nesta quinta-feira (3), às 9h30, o Conselho de Ética também se reúne para ouvir a leitura do relatório preliminar do senador Humberto Costa (PT-PE) sobre essa representação e para deliberar sobre o estudo desse inquérito liberado pelo STF .

Lewandowski ainda autorizou o compartilhamento das informações do inquérito com a Comissão de Sindicância aberta na Câmara dos Deputados para investigar o envolvimento dos deputados João Sandes Junior (PP-GO) e Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) com o esquema de Cachoeira.

Com informações da Agência Senado

Publicidade

Dê sua opinião

CPI do caso Cachoeira deve enviar inquérito na quarta-feira

A CPI mista do caso Cachoeira vai receber do STF os 40 volumes do inquérito aberto para investigar o esquema, em papel e em CD, nesta quarta-feira (2).

Por Lyvia Rocha em Política

1 de maio de 2012 às 13:37

Há 8 anos
Senador Vital do Rêgo

Senador Vital do Rêgo vai traçar plano de trabalho em vista o procurador-geral da República / Foto: Lia de Paula/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista que investiga as relações do contraventor Carlos Cachoeira com agentes públicos e privados vai receber do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quarta-feira (2), às 10h, os 40 volumes do inquérito aberto para investigar o esquema, em papel e em CD.

A informação é do presidente da Comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), segundo o qual o inquérito totaliza 15 mil folhas de papel.

Investigação

Vital disse que tomou conhecimento, na sexta-feira (27), do despacho em que o ministro Ricardo Lewandowski atendeu ao pedido da CPI para o compartilhamento das informações do inquérito. No despacho, o ministro mantém o caráter sigiloso do inquérito, o que obriga a CPI a observar as restrições de publicidade sobre os dados que estão sob segredo de justiça.

Também nesta quarta-feira, a CPI se reúne para traçar seu plano de trabalho. Uma das providências agendadas é uma visita, às 11h, do senador Vital do Rêgo e do relator da CPI, deputado Odair Cunha, ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Vital e Odair pedirão ao procurador que venha ao Senado, para atualizar os integrantes da CPI com informações sobre o inquérito conduzido pela Polícia Federal.

Conselho de Ética

Relator do processo de Cachoeira no STF, Ricardo Lewandowski também liberou o acesso dos documentos ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado que, desde o início do mês, examina representação do Partido Socialista (PSOL) para verificar se o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), suspeito de envolvimento com os negócios de Cachoeira, quebrou o decoro parlamentar.

Nesta quinta-feira (3), às 9h30, o Conselho de Ética também se reúne para ouvir a leitura do relatório preliminar do senador Humberto Costa (PT-PE) sobre essa representação e para deliberar sobre o estudo desse inquérito liberado pelo STF .

Lewandowski ainda autorizou o compartilhamento das informações do inquérito com a Comissão de Sindicância aberta na Câmara dos Deputados para investigar o envolvimento dos deputados João Sandes Junior (PP-GO) e Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) com o esquema de Cachoeira.

Com informações da Agência Senado