Prefeita usa o próprio nome como senha de WiFi pública em praça do interior do Ceará


Prefeita usa o próprio nome como senha de WiFi pública em praça do interior do Ceará

Após a população considerar a iniciativa uma promoção pessoal, a prefeitura modificou a senha da internet instalada em um dos pontos turísticos da cidade

Por Roberta Tavares em Política

11 de março de 2015 às 11:00

Há 5 anos
Prefeita teria usado seu próprio nome para acesso de senha WiFi disponibilizada à população (FOTO: Blog Pliplim Cariri)

Prefeita teria usado seu próprio nome para acesso de senha WiFi disponibilizada à população (FOTO: Blog Pliplim Cariri)

A prefeitura de Santana do Cariri instalou serviço de internet WiFi gratuita na Praça dos Quiosques, considerada um dos pontos turísticos do município distante 559 quilômetros de Fortaleza. Embora a iniciativa tenha sido positiva para os moradores, o que chamou a atenção foi a senha para a liberação do acesso ao WiFi: “prefeitadanieli”.

A medida chamou a atenção dos frequentadores do local e da Câmara Municipal. A população considera a iniciativa uma promoção pessoal da prefeita Daniele Machado, com uso de dinheiro público.

Segundo o blogueiro Flávio Pinto, a novidade foi divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura, mas modificada em seguida. “Eu recebi uma notinha da assessoria. A senha permaneceu com o nome da prefeita (com i mesmo) durante uns dois dias, depois mudou para ‘santana’. Acho que ela ficou com medo da polêmica”, explica.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a prefeitura do município. De acordo com o secretário de Governo, Edvan Pereira, a instalação da rede WiFi ocorreu no final do mês de fevereiro e foi iniciativa de Daniele Monteiro. Ele negou que a senha utilizada no início tenha sido com o nome da prefeita. “Isso é picuinha da oposição. Em nenhum momento foi colocada essa senha. Desde o início, a senha foi ‘santana’. Tem gente que, em vez de procurar colaborar com o governo, prefere prejudicar”, reclamou.

Agora, a população cobra a reativação do acesso à internet na praça ao lado do prédio da prefeitura, que está desativada desde o início do ano passado. “Até a próxima semana será reativada a internet nessa praça”, garantiu o secretário.

Polêmica do colorau

Além da polêmica da senha WiFi na praça pública de Santana do Cariri, a prefeita Daniel Machado já havia se envolvido em outro caso de grande repercussão no estado. Em fevereiro de 2014, vereadores do município denunciaram a compra realizada pela prefeitura de mais de 1 tonelada de colorau, para a utilização da merenda escolar. Ele não possui valor nutritivo, sendo usado apenas como condimento para os alimentos.

Segundo a vereadora Gilvaneide Sisnando (PR), o colorau foi adquirido em dezembro de 2013 pela secretaria de Educação do Município, custando R$ 5.100. A secretária de Educação, Ana Maria Sisnando de Melo, teria autorizado a compra da mercadoria e foi afastada do cargo.

Polêmica
1/4

Polêmica

Após repercussão negativa sobre compra de colorau, prefeita faz ‘pose’ ao lado do produto (FOTO: Reprodução/Facebook)

Denúncia
2/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)

Denúncia
3/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)

Denúncia
4/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)

Publicidade

Dê sua opinião

Prefeita usa o próprio nome como senha de WiFi pública em praça do interior do Ceará

Após a população considerar a iniciativa uma promoção pessoal, a prefeitura modificou a senha da internet instalada em um dos pontos turísticos da cidade

Por Roberta Tavares em Política

11 de março de 2015 às 11:00

Há 5 anos
Prefeita teria usado seu próprio nome para acesso de senha WiFi disponibilizada à população (FOTO: Blog Pliplim Cariri)

Prefeita teria usado seu próprio nome para acesso de senha WiFi disponibilizada à população (FOTO: Blog Pliplim Cariri)

A prefeitura de Santana do Cariri instalou serviço de internet WiFi gratuita na Praça dos Quiosques, considerada um dos pontos turísticos do município distante 559 quilômetros de Fortaleza. Embora a iniciativa tenha sido positiva para os moradores, o que chamou a atenção foi a senha para a liberação do acesso ao WiFi: “prefeitadanieli”.

A medida chamou a atenção dos frequentadores do local e da Câmara Municipal. A população considera a iniciativa uma promoção pessoal da prefeita Daniele Machado, com uso de dinheiro público.

Segundo o blogueiro Flávio Pinto, a novidade foi divulgada pela assessoria de imprensa da prefeitura, mas modificada em seguida. “Eu recebi uma notinha da assessoria. A senha permaneceu com o nome da prefeita (com i mesmo) durante uns dois dias, depois mudou para ‘santana’. Acho que ela ficou com medo da polêmica”, explica.

O Tribuna do Ceará entrou em contato com a prefeitura do município. De acordo com o secretário de Governo, Edvan Pereira, a instalação da rede WiFi ocorreu no final do mês de fevereiro e foi iniciativa de Daniele Monteiro. Ele negou que a senha utilizada no início tenha sido com o nome da prefeita. “Isso é picuinha da oposição. Em nenhum momento foi colocada essa senha. Desde o início, a senha foi ‘santana’. Tem gente que, em vez de procurar colaborar com o governo, prefere prejudicar”, reclamou.

Agora, a população cobra a reativação do acesso à internet na praça ao lado do prédio da prefeitura, que está desativada desde o início do ano passado. “Até a próxima semana será reativada a internet nessa praça”, garantiu o secretário.

Polêmica do colorau

Além da polêmica da senha WiFi na praça pública de Santana do Cariri, a prefeita Daniel Machado já havia se envolvido em outro caso de grande repercussão no estado. Em fevereiro de 2014, vereadores do município denunciaram a compra realizada pela prefeitura de mais de 1 tonelada de colorau, para a utilização da merenda escolar. Ele não possui valor nutritivo, sendo usado apenas como condimento para os alimentos.

Segundo a vereadora Gilvaneide Sisnando (PR), o colorau foi adquirido em dezembro de 2013 pela secretaria de Educação do Município, custando R$ 5.100. A secretária de Educação, Ana Maria Sisnando de Melo, teria autorizado a compra da mercadoria e foi afastada do cargo.

Polêmica
1/4

Polêmica

Após repercussão negativa sobre compra de colorau, prefeita faz ‘pose’ ao lado do produto (FOTO: Reprodução/Facebook)

Denúncia
2/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)

Denúncia
3/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)

Denúncia
4/4

Denúncia

Após a denúncia, a secretária de Educação do município foi afastada do cargo (FOTO: Divulgação)