"Qual a dúvida de privatizar os Correios? Ninguém escreve cartas". Veja 15 frases de Paulo Guedes

PALESTRA EM FORTALEZA

“Qual a dúvida de privatizar os Correios? Ninguém escreve cartas”. Veja 15 frases de Paulo Guedes

Algumas frases do ministro da Economia arrancaram aplausos e também risos dos cerca de 700 presentes em palestra realizada em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Política

5 de setembro de 2019 às 17:25

Há 2 meses

Paulo Guedes prometeu que o Governo reforçará a política de privatização de ativos federais (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deu uma palestra de 2h25 de duração em Fortaleza, na tarde desta quinta-feira (5), em sua primeira visita ao Nordeste no cargo. Principal membro do ministério de Jair Bolsonaro (PSL), ele foi a atração da palestra “A Nova Economia do Brasil – O Impacto para a Região Nordeste”, promovida pelo Sistema Jangadeiro e o site Poder 360.

Paulo Guedes prometeu que o Governo reforçará a política de privatização de ativos federais, em busca de que o Estado reduza gastos e tenha condição de fazer investimentos. “Qual a dúvida de privatizar os Correios? Ninguém escreve cartas”, comentou o ministro da Economia.

Como essa, algumas de suas frases arrancaram aplausos e também risos dos cerca de 700 presentes no evento, realizado no Espaço Coco Bambu por Toca. Confira abaixo 15 frases do ministro durante a palestra.

 

“As primeiras palavras que eu usaria são talvez as que usei quando estive aqui na campanha: ‘Não tenho o menor receio quanto ao futuro’. Confio na construção que nós, brasileiros, temos feito”.

“O Brasil é um caso clássico de descontrole de gastos por 40 anos. Como é um povo criativo, trabalhador, inovador, ele vai inventando, vai se adaptando”.

“Todo mundo está indo embora, lavar prato em Barcelona. Qualquer coisa é melhor que esse pavor brasileiro, com milhões de desempregados”.

“O buraco fiscal nos ameaçava: o déficit da Previdência. Já era tempo de a gente mergulhar em um sistema alternativo. Eram 14 contribuintes para cada aposentado. Agora são 7 para aposentado. Depois serão 2 para cada aposentado”.

“Nós estamos terminando o primeiro semestre com saldo muito bom nesse ataque frontal à Previdência. E essa inclusão de estados e municípios é decisiva para o país”.

“Eu agradeço ao senador Tasso Jereissati por incluir estados e municípios na Reforma da Previdência”.

“Qual a dúvida de privatizar os Correios? Lá nasceu o Mensalão. Ninguém escreve cartas”.

“Desde que cheguei à Brasília, quis descentralizar os recursos. Tenho tentado lutar por essa visão e tenho tido muita ajuda do Congresso. Vamos acelerar as privatizações”.

“Eu tenho uma proposta: vender todas as Estatais”.

“Os países vítimas do socialismo mergulharam nos mercados globais e estão saindo da miséria. Estão começando a subir. A distribuição de renda nunca melhorou tanto”.

“Fazendo um saldo dos primeiros meses: temos a Previdenciária, vamos mandar a Tributária, o Pacto Federativo, a MP do Saneamento, que vai ser uma transformação na situação do saneamento brasileiro”.

“Vamos criar um projeto de um Banco Central independente. Ninguém mais chegará dentro. É um aperfeiçoamento institucional”.

“No Nordeste, 16 milhões de pessoas foram beneficiadas com o saque do FGTS. Com isso, nós vamos estimular o emprego”.

“O que vejo nos jornais é que ele xingou a Bachelet, que chamou a mulher do Macron de feia. É feia mesmo, não é nenhuma mentira. Mas não existe mulher feia. O que existe é mulher vista pelo ângulo ruim”.

“Eu vi o Bolsonaro com 30, 20 mil pessoas, mas eu não vi violência, você tem que prestar atenção nas atitudes e não nas palavras”.

Publicidade

Dê sua opinião

PALESTRA EM FORTALEZA

“Qual a dúvida de privatizar os Correios? Ninguém escreve cartas”. Veja 15 frases de Paulo Guedes

Algumas frases do ministro da Economia arrancaram aplausos e também risos dos cerca de 700 presentes em palestra realizada em Fortaleza

Por Tribuna do Ceará em Política

5 de setembro de 2019 às 17:25

Há 2 meses

Paulo Guedes prometeu que o Governo reforçará a política de privatização de ativos federais (FOTO: Dorian Girão/TV Jangadeiro)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deu uma palestra de 2h25 de duração em Fortaleza, na tarde desta quinta-feira (5), em sua primeira visita ao Nordeste no cargo. Principal membro do ministério de Jair Bolsonaro (PSL), ele foi a atração da palestra “A Nova Economia do Brasil – O Impacto para a Região Nordeste”, promovida pelo Sistema Jangadeiro e o site Poder 360.

Paulo Guedes prometeu que o Governo reforçará a política de privatização de ativos federais, em busca de que o Estado reduza gastos e tenha condição de fazer investimentos. “Qual a dúvida de privatizar os Correios? Ninguém escreve cartas”, comentou o ministro da Economia.

Como essa, algumas de suas frases arrancaram aplausos e também risos dos cerca de 700 presentes no evento, realizado no Espaço Coco Bambu por Toca. Confira abaixo 15 frases do ministro durante a palestra.

 

“As primeiras palavras que eu usaria são talvez as que usei quando estive aqui na campanha: ‘Não tenho o menor receio quanto ao futuro’. Confio na construção que nós, brasileiros, temos feito”.

“O Brasil é um caso clássico de descontrole de gastos por 40 anos. Como é um povo criativo, trabalhador, inovador, ele vai inventando, vai se adaptando”.

“Todo mundo está indo embora, lavar prato em Barcelona. Qualquer coisa é melhor que esse pavor brasileiro, com milhões de desempregados”.

“O buraco fiscal nos ameaçava: o déficit da Previdência. Já era tempo de a gente mergulhar em um sistema alternativo. Eram 14 contribuintes para cada aposentado. Agora são 7 para aposentado. Depois serão 2 para cada aposentado”.

“Nós estamos terminando o primeiro semestre com saldo muito bom nesse ataque frontal à Previdência. E essa inclusão de estados e municípios é decisiva para o país”.

“Eu agradeço ao senador Tasso Jereissati por incluir estados e municípios na Reforma da Previdência”.

“Qual a dúvida de privatizar os Correios? Lá nasceu o Mensalão. Ninguém escreve cartas”.

“Desde que cheguei à Brasília, quis descentralizar os recursos. Tenho tentado lutar por essa visão e tenho tido muita ajuda do Congresso. Vamos acelerar as privatizações”.

“Eu tenho uma proposta: vender todas as Estatais”.

“Os países vítimas do socialismo mergulharam nos mercados globais e estão saindo da miséria. Estão começando a subir. A distribuição de renda nunca melhorou tanto”.

“Fazendo um saldo dos primeiros meses: temos a Previdenciária, vamos mandar a Tributária, o Pacto Federativo, a MP do Saneamento, que vai ser uma transformação na situação do saneamento brasileiro”.

“Vamos criar um projeto de um Banco Central independente. Ninguém mais chegará dentro. É um aperfeiçoamento institucional”.

“No Nordeste, 16 milhões de pessoas foram beneficiadas com o saque do FGTS. Com isso, nós vamos estimular o emprego”.

“O que vejo nos jornais é que ele xingou a Bachelet, que chamou a mulher do Macron de feia. É feia mesmo, não é nenhuma mentira. Mas não existe mulher feia. O que existe é mulher vista pelo ângulo ruim”.

“Eu vi o Bolsonaro com 30, 20 mil pessoas, mas eu não vi violência, você tem que prestar atenção nas atitudes e não nas palavras”.