Agência bancária de Quiterianópolis é explodida por grupo fortemente armado

NOVO ATAQUE

Agência bancária de Quiterianópolis é explodida por grupo fortemente armado

Crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (4). Pelo menos oito criminosos estavam envolvidos na ação. As Polícias Civil e Militar seguem em diligências

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de julho de 2019 às 13:17

Há 3 meses

Ladrões explodiram agência bancária de Quiterianópolis. (FOTO: Reprodução/WhatsApp)

Mais uma agência bancária foi explodida no Ceará. Um grupo de oito criminosos fortemente armados atacou o banco de Quiterianópolis, a 410 km de Fortaleza, no sertão cearense, para tentar explodir caixas eletrônicos. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (4). Um veículo utilizado pelo grupo foi apreendido durante buscas realizadas já na manhã desta quinta.

Armados com escopetas e fuzis, os oito homens iniciaram o ataque às 3h30. O grupo se dividiu entre a agência bancária, pra onde foram quatro deles, e a outra parte foi para a unidade policial. Nas imagens, é possível observar os caixas eletrônicos explodidos, além de boa parte do prédio destruído. Também é possível ouvir tiros durante a madrugada.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança informou que as Polícias Civil e Militar seguem em diligências a procura dos suspeitos envolvidos na ação criminosa e informa também que “durante as buscas na região, na manhã desta quinta-feira (4), um veículo utilizado pelo grupo foi apreendido.

De acordo com as informações colhidas no local, um bando tentou explodir os caixas eletrônicos, que estavam em um posto de atendimento bancário do município. Em seguida, empreenderam fuga por uma estrada carroçável que liga Quiterianópolis a cidade de Novo Oriente (AIS 16).

Participam dos trabalhos policiais equipes do Comando Tático Rural (Cotar) do Comando de Polícia de Choque (CPChoque), do Batalhão de Divisas e do Policiamento Ostensivo da Polícia Militar; além de policiais civis da Delegacia Regional de Tauá, que estão à frente das investigações. Uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil também está em deslocamento para a cidade com o objetivo de auxiliar nas apurações.

Publicidade

Dê sua opinião

NOVO ATAQUE

Agência bancária de Quiterianópolis é explodida por grupo fortemente armado

Crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (4). Pelo menos oito criminosos estavam envolvidos na ação. As Polícias Civil e Militar seguem em diligências

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

4 de julho de 2019 às 13:17

Há 3 meses

Ladrões explodiram agência bancária de Quiterianópolis. (FOTO: Reprodução/WhatsApp)

Mais uma agência bancária foi explodida no Ceará. Um grupo de oito criminosos fortemente armados atacou o banco de Quiterianópolis, a 410 km de Fortaleza, no sertão cearense, para tentar explodir caixas eletrônicos. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (4). Um veículo utilizado pelo grupo foi apreendido durante buscas realizadas já na manhã desta quinta.

Armados com escopetas e fuzis, os oito homens iniciaram o ataque às 3h30. O grupo se dividiu entre a agência bancária, pra onde foram quatro deles, e a outra parte foi para a unidade policial. Nas imagens, é possível observar os caixas eletrônicos explodidos, além de boa parte do prédio destruído. Também é possível ouvir tiros durante a madrugada.

Por meio de nota, a Secretaria de Segurança informou que as Polícias Civil e Militar seguem em diligências a procura dos suspeitos envolvidos na ação criminosa e informa também que “durante as buscas na região, na manhã desta quinta-feira (4), um veículo utilizado pelo grupo foi apreendido.

De acordo com as informações colhidas no local, um bando tentou explodir os caixas eletrônicos, que estavam em um posto de atendimento bancário do município. Em seguida, empreenderam fuga por uma estrada carroçável que liga Quiterianópolis a cidade de Novo Oriente (AIS 16).

Participam dos trabalhos policiais equipes do Comando Tático Rural (Cotar) do Comando de Polícia de Choque (CPChoque), do Batalhão de Divisas e do Policiamento Ostensivo da Polícia Militar; além de policiais civis da Delegacia Regional de Tauá, que estão à frente das investigações. Uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) da Polícia Civil também está em deslocamento para a cidade com o objetivo de auxiliar nas apurações.