Família de vítima pede que autor de atropelamento de motociclista responda por homicídio doloso

JUSTIÇA

Família de vítima pede que autor de atropelamento de motociclista responda por homicídio doloso

Segundo o advogado da família, o laudo pericial confirma que o jovem perseguia travestis quando atingiu o motociclista

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

29 de maio de 2017 às 12:05

Há 2 anos
Imagens foram divulgadas na última quinta-feira (FOTO: Reprodução)

Imagens foram divulgadas na última quinta-feira (FOTO: Reprodução)

Quase dois meses após a morte do entregador Auricélio Lima Vieira, de 55 anos, o autor do atropelamento fatal segue livre. A família da vítima quer que o estudante Victor Carvalho Alves, 29 anos, responda por homicídio doloso, isso é, em que há intenção de matar.

O advogado da família, Artur Feitosa Arrais, diz que o laudo pericial corrobora com a versão de que Victor perseguia as travestis. “Por erro na execução, ele teria colhido a motocicleta da vítima”, afirma à TV Jangadeiro.

Na última quinta-feira (25), foram divulgadas imagens que registram o momento exato da colisão. Vídeos de câmeras de vigilância mostram o carro perseguindo travestis.

Auricélio transitava na Rua Antônio Augusto, em Fortaleza, no momento em que o veículo arrancava na contramão e o atinge. Ele chegou a ser socorrido para um hospital, mas não resistiu.

Quatro dias depois, Victor foi ao 4º Distrito Policial e denunciou uma tentativa de roubo que teria sofrido das travestis. Estas eram amigas de uma mulher que ele conheceu na Praia de Iracema, contou na delegacia, e ele estaria dando uma carona a elas quando o roubo foi anunciado.

Confira áudio da matéria do Jornal Jangadeiro sobre o caso:

Assista à reportagem:

Publicidade

Dê sua opinião

JUSTIÇA

Família de vítima pede que autor de atropelamento de motociclista responda por homicídio doloso

Segundo o advogado da família, o laudo pericial confirma que o jovem perseguia travestis quando atingiu o motociclista

Por Tribuna Bandnews FM em Segurança Pública

29 de maio de 2017 às 12:05

Há 2 anos
Imagens foram divulgadas na última quinta-feira (FOTO: Reprodução)

Imagens foram divulgadas na última quinta-feira (FOTO: Reprodução)

Quase dois meses após a morte do entregador Auricélio Lima Vieira, de 55 anos, o autor do atropelamento fatal segue livre. A família da vítima quer que o estudante Victor Carvalho Alves, 29 anos, responda por homicídio doloso, isso é, em que há intenção de matar.

O advogado da família, Artur Feitosa Arrais, diz que o laudo pericial corrobora com a versão de que Victor perseguia as travestis. “Por erro na execução, ele teria colhido a motocicleta da vítima”, afirma à TV Jangadeiro.

Na última quinta-feira (25), foram divulgadas imagens que registram o momento exato da colisão. Vídeos de câmeras de vigilância mostram o carro perseguindo travestis.

Auricélio transitava na Rua Antônio Augusto, em Fortaleza, no momento em que o veículo arrancava na contramão e o atinge. Ele chegou a ser socorrido para um hospital, mas não resistiu.

Quatro dias depois, Victor foi ao 4º Distrito Policial e denunciou uma tentativa de roubo que teria sofrido das travestis. Estas eram amigas de uma mulher que ele conheceu na Praia de Iracema, contou na delegacia, e ele estaria dando uma carona a elas quando o roubo foi anunciado.

Confira áudio da matéria do Jornal Jangadeiro sobre o caso:

Assista à reportagem: