Frota de Fortaleza opera em quase 100%, apesar de ataques, garante o Sindionibus

TRANSPORTE ASSEGURADO

Frota de Fortaleza opera em quase 100%, apesar de ataques, garante o Sindionibus

Nove linhas de ônibus deixaram de funcionar em Messejana após ataque nesta segunda-feira (7), mas o itinerário foi restabelecido com a chegada da polícia

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

8 de janeiro de 2019 às 11:07

Há 10 meses
onibus

Dezenas de ônibus já foram incendiados desde o início dos ataques do crime organizado. (FOTO: Reprodução/WhatsApp)

Os ônibus operam quase que em total normalidade na manhã desta terça-feira (8), em Fortaleza, de acordo com o Sindicato das Empresas de Ônibus (Sindionibus). No bairro Messejana, onde um coletivo foi incendiado na noite desta segunda-feira (7), houve a suspensão de nove linhas, que voltaram a funcionar após a presença da polícia nesta terça-feira (8).

Entre as vans, apenas as linhas 324 e 243 não circulam. A onda de ataques começou na última quarta-feira (2), logo após declaração do novo secretário de administração penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, que prometeu duras mudanças na área.

Após ataque ao ônibus da linha Elizabeth II/Itamaraty, 9 linhas tiveram itinerário interrompido na manhã desta terça-feira (8).

621 – Pedras I, 622 – Pedras II, 630 – Itamaraty/Elizabeth II, 631 – Carlos Albuquerque, 637 – Conjunto Maria Tomásia/Santa Filomena, 653 – Santa Fé; 668 – Parque Betânia/Messejana, 681 – Alameda das Palmeiras e 648 – Cidade Nobre/Messejana voltaram a funcionar somente a partir das 9 horas, com reforço de 38 policiais que foram encaminhados ao terminal, de acordo com João Luís Maciel, gerente de operações do Sindionibus.

Entre as vans, 65% da frota, mais de 100 veículos, estão circulando em Fortaleza. Os ataques a ônibus são termômetro para a circulação das topics.

Segundo a gerente de tráfego da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps), as duas linhas mais críticas, 324 (Conjunto Ceará) e 243 (Antônio Bezerra-Campus Universitário), não estão operando. Outras linhas estão com percurso menor ou com alguns desvios. Para normalizar a circulação, a Cooperativa tenta conseguir escolta.

A gerente conta que as duas garagens de vans são constantemente atacadas com coquetel motolov.

“Foram várias tentativas. Na garagem que fica na Messejana, no Jangurussu, a gente teve uma tentativa real de ataque. Tentaram invadir a garagem com galão de gasolina, mas a polícia chegou na hora. 79 carros estavam dentro da garagem. Também houve na garagem do Genibaú. Durante as noites, a segurança é redobrada, há mutirão de pessoas se revezando o tempo todo. É um risco eminente, é uma bomba relógio”, disse Eliane Souza.

Ataques

Ao todo, 159 ataques foram registrados em 45 cidades desta a última quarta-feira (2), de acordo com levantamento do Sistema Jangadeiro. Nesta segunda-feira, foram mais 33 ataques, um dos dias mais violentos desde o início do terrorismo promovido com ações criminosas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 168 pessoas foram presas por serem suspeitas de envolvimento nas ações criminosas.

O Governo do Estado disponibiliza telefone para a população ajudar a identificar os autores dos ataques no Ceará. O número informado é o 181 e o sigilo é garantido.

Veja a cobertura sobre o caso:

8/1 – Sobe para 168 o número de presos por suspeita de participação em ataques no Ceará

8/1 – Onda de terror no Ceará chega ao 7º dia, ganha força e se espalha pelo interior

7/1 – Comércios são fechados por todo o Ceará após ordem de facções criminosas

7/1 – Carro de empresa telefônica é incendiado enquanto funcionários realizavam serviço em poste

7/1 – Ataques de facções a delegacias são previsíveis, afirma Sinpol

7/1 – Quem é o novo secretário que endureceu a relação com os presos no Ceará

7/1 – Patrimônio privado vira novo alvo dos ataques na onda de terror de 2019 no Ceará

7/1 – Mais uma bíblia fica intacta após casa ser incendiada em Fortaleza

7/1 – Governo disponibiliza telefone para população denunciar autores de ataques no Ceará

7/1 – Já existiam ameaças, mas seria impossível evitar todos os ataques, diz secretário da Casa Civil 

7/1 – Caminhão é incendiado a 700 metros de onde a Força Nacional está instalada 

7/1 – Sobe para 148 o número de presos na onda de ataques que causa terror no Ceará 

7/1 – Onda de ataques deve migrar para o interior do Ceará, alerta especialista em segurança

7/1 – Facções ordenam fechamento de estabelecimentos em Fortaleza e mais 4 cidades

7/1 – Onda de ataques prejudica turismo em meio à alta estação em Fortaleza

7/1 – Onda de terror no Ceará chega ao 6º dia de ataques; Líderes de facções são transferidos

7/1 – Sindionibus espera a chegada de policiais para ter toda a frota de Fortaleza em circulação

6/1 – Caminhão é incendiado na Rodovia Estruturante, em Caucaia, no fim da tarde deste domingo

6/1 – Frota de ônibus funcionará normalmente na Grande Fortaleza nesta segunda-feira, diz Sindiônibus

6/1 – Bíblia fica intacta após caminhão ser destruído em ataque em Fortaleza

6/1 – Ataque à antena de telefonia deixa 12 cidades do interior do Ceará sem sinal

6/1 – PMs da Bahia especializados em patrulhamento e explosivistas vão atuar no interior do Ceará

6/1 – Frota de veículos de Ibaretama é destruída em ataque: “triste realidade”, diz gestor da Prefeitura

6/1 – Jericoacoara sofre 2º ataque criminoso em incêndio a veículos estacionados na Prefeitura

6/1 – Fortaleza segue com apenas 108 ônibus atendendo toda a cidade

6/1 – Ponte é explodida e fica com buracos na estrutura na BR-116

6/1 – Onda de terror chega ao 5º dia, se espalha pelo interior e já soma mais de 100 ataques

5/1 – Visitas a detentos das CPPLs 1 e 3 estão suspensas neste final de semana

5/1 – Onda de ataques chega a Jericoacoara, em incêndio a ônibus escolar em creche

5/1 – “Endureceremos cada vez mais contra o crime”, diz Camilo Santana no 4° dia de ataques

5/1 – SSPDS afirma que é falsa nota nas redes sociais que determina toque de recolher no Ceará

5/1 – Maior onda de terror da história do Ceará: Veja o número atualizado de ataques de facções

5/1 – Pichações dizem que onda de ataques só vai parar com saída de secretário

5/1 – Milhares de frangos são queimados vivos após incêndio de caminhão

5/1 – Carros estacionados em shopping são incendiados em ataque

5/1 – Fortaleza e interior vivem mais uma noite de ataques, apesar da chegada da Força Nacional

5/1 – Veja quais linhas de ônibus circulam neste sábado em Fortaleza

4/1 –  “Para resolver o problema das ruas precisamos resolver o dos presídios primeiro”, diz Capitão Wagner

4/1 – Ônibus passam a circular com 3 policiais em cada veículo em Fortaleza

4/1 – 100% das vans de Fortaleza são retiradas de circulação para evitar ataques de facções 

4/1 – Bolsonaro cutuca Camilo ao enviar Força Nacional ao Ceará: “Posição radical contra nós”

4/1 – “Estado perdeu domínio dos presídios e dos bairros onde as facções atuam”, avalia especialista

4/1 – Governo adota reforço na segurança para resguardar Palácio da Abolição

4/1 – Carros de empresas de água e energia são incendiados no Ceará

4/1 – Chefe da operação da Força Nacional será um ex-comandante da elite da PM-CE, indica General Theophilo

4/1 – Coleta de lixo é parcialmente suspensa em Fortaleza devido à onda de ataques

4/1 – “Não recuaremos”, garante secretário de segurança após terrorismo de facções no Ceará

4/1 – Camilo amplia gabinete de crise e confirma 45 prisões de suspeitos de ataques

4/1 – Frota de ônibus de Fortaleza é reduzida a 30% nesta sexta, por segurança contra ataques

4/1 – Concessionária de Fortaleza tem 6 carros incendiados em onda de ataques de facções

4/1 – Viaduto de Caucaia que sofreu explosão recebe operação para evitar desabamento

4/1 – Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

4/1 – Ceará atinge 3º dia de onda de terror com ataques a ônibus e prédios públicos e privados

4/1 – “Declaração do secretário sobre mudanças em presídios instigou ataques”, avalia especialista

3/1 – Entenda como é a separação dos presídios por facções criminosas no Ceará

3/1 – Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial

3/1 – Casal de idosos e motorista ficam feridos após ataque a ônibus 

3/1 – Camilo Santana pede apoio da Força Nacional e do Exército após ataques no Ceará 

3/1 – “Pensei que era um meteoro”, diz moradora após explosão em viaduto de Caucaia

3/1 – Secretário opta por não comentar ataques registrados um dia após anunciar mudanças em presídios 

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional 

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindiônibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

TRANSPORTE ASSEGURADO

Frota de Fortaleza opera em quase 100%, apesar de ataques, garante o Sindionibus

Nove linhas de ônibus deixaram de funcionar em Messejana após ataque nesta segunda-feira (7), mas o itinerário foi restabelecido com a chegada da polícia

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

8 de janeiro de 2019 às 11:07

Há 10 meses
onibus

Dezenas de ônibus já foram incendiados desde o início dos ataques do crime organizado. (FOTO: Reprodução/WhatsApp)

Os ônibus operam quase que em total normalidade na manhã desta terça-feira (8), em Fortaleza, de acordo com o Sindicato das Empresas de Ônibus (Sindionibus). No bairro Messejana, onde um coletivo foi incendiado na noite desta segunda-feira (7), houve a suspensão de nove linhas, que voltaram a funcionar após a presença da polícia nesta terça-feira (8).

Entre as vans, apenas as linhas 324 e 243 não circulam. A onda de ataques começou na última quarta-feira (2), logo após declaração do novo secretário de administração penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, que prometeu duras mudanças na área.

Após ataque ao ônibus da linha Elizabeth II/Itamaraty, 9 linhas tiveram itinerário interrompido na manhã desta terça-feira (8).

621 – Pedras I, 622 – Pedras II, 630 – Itamaraty/Elizabeth II, 631 – Carlos Albuquerque, 637 – Conjunto Maria Tomásia/Santa Filomena, 653 – Santa Fé; 668 – Parque Betânia/Messejana, 681 – Alameda das Palmeiras e 648 – Cidade Nobre/Messejana voltaram a funcionar somente a partir das 9 horas, com reforço de 38 policiais que foram encaminhados ao terminal, de acordo com João Luís Maciel, gerente de operações do Sindionibus.

Entre as vans, 65% da frota, mais de 100 veículos, estão circulando em Fortaleza. Os ataques a ônibus são termômetro para a circulação das topics.

Segundo a gerente de tráfego da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Estado do Ceará (Cootraps), as duas linhas mais críticas, 324 (Conjunto Ceará) e 243 (Antônio Bezerra-Campus Universitário), não estão operando. Outras linhas estão com percurso menor ou com alguns desvios. Para normalizar a circulação, a Cooperativa tenta conseguir escolta.

A gerente conta que as duas garagens de vans são constantemente atacadas com coquetel motolov.

“Foram várias tentativas. Na garagem que fica na Messejana, no Jangurussu, a gente teve uma tentativa real de ataque. Tentaram invadir a garagem com galão de gasolina, mas a polícia chegou na hora. 79 carros estavam dentro da garagem. Também houve na garagem do Genibaú. Durante as noites, a segurança é redobrada, há mutirão de pessoas se revezando o tempo todo. É um risco eminente, é uma bomba relógio”, disse Eliane Souza.

Ataques

Ao todo, 159 ataques foram registrados em 45 cidades desta a última quarta-feira (2), de acordo com levantamento do Sistema Jangadeiro. Nesta segunda-feira, foram mais 33 ataques, um dos dias mais violentos desde o início do terrorismo promovido com ações criminosas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 168 pessoas foram presas por serem suspeitas de envolvimento nas ações criminosas.

O Governo do Estado disponibiliza telefone para a população ajudar a identificar os autores dos ataques no Ceará. O número informado é o 181 e o sigilo é garantido.

Veja a cobertura sobre o caso:

8/1 – Sobe para 168 o número de presos por suspeita de participação em ataques no Ceará

8/1 – Onda de terror no Ceará chega ao 7º dia, ganha força e se espalha pelo interior

7/1 – Comércios são fechados por todo o Ceará após ordem de facções criminosas

7/1 – Carro de empresa telefônica é incendiado enquanto funcionários realizavam serviço em poste

7/1 – Ataques de facções a delegacias são previsíveis, afirma Sinpol

7/1 – Quem é o novo secretário que endureceu a relação com os presos no Ceará

7/1 – Patrimônio privado vira novo alvo dos ataques na onda de terror de 2019 no Ceará

7/1 – Mais uma bíblia fica intacta após casa ser incendiada em Fortaleza

7/1 – Governo disponibiliza telefone para população denunciar autores de ataques no Ceará

7/1 – Já existiam ameaças, mas seria impossível evitar todos os ataques, diz secretário da Casa Civil 

7/1 – Caminhão é incendiado a 700 metros de onde a Força Nacional está instalada 

7/1 – Sobe para 148 o número de presos na onda de ataques que causa terror no Ceará 

7/1 – Onda de ataques deve migrar para o interior do Ceará, alerta especialista em segurança

7/1 – Facções ordenam fechamento de estabelecimentos em Fortaleza e mais 4 cidades

7/1 – Onda de ataques prejudica turismo em meio à alta estação em Fortaleza

7/1 – Onda de terror no Ceará chega ao 6º dia de ataques; Líderes de facções são transferidos

7/1 – Sindionibus espera a chegada de policiais para ter toda a frota de Fortaleza em circulação

6/1 – Caminhão é incendiado na Rodovia Estruturante, em Caucaia, no fim da tarde deste domingo

6/1 – Frota de ônibus funcionará normalmente na Grande Fortaleza nesta segunda-feira, diz Sindiônibus

6/1 – Bíblia fica intacta após caminhão ser destruído em ataque em Fortaleza

6/1 – Ataque à antena de telefonia deixa 12 cidades do interior do Ceará sem sinal

6/1 – PMs da Bahia especializados em patrulhamento e explosivistas vão atuar no interior do Ceará

6/1 – Frota de veículos de Ibaretama é destruída em ataque: “triste realidade”, diz gestor da Prefeitura

6/1 – Jericoacoara sofre 2º ataque criminoso em incêndio a veículos estacionados na Prefeitura

6/1 – Fortaleza segue com apenas 108 ônibus atendendo toda a cidade

6/1 – Ponte é explodida e fica com buracos na estrutura na BR-116

6/1 – Onda de terror chega ao 5º dia, se espalha pelo interior e já soma mais de 100 ataques

5/1 – Visitas a detentos das CPPLs 1 e 3 estão suspensas neste final de semana

5/1 – Onda de ataques chega a Jericoacoara, em incêndio a ônibus escolar em creche

5/1 – “Endureceremos cada vez mais contra o crime”, diz Camilo Santana no 4° dia de ataques

5/1 – SSPDS afirma que é falsa nota nas redes sociais que determina toque de recolher no Ceará

5/1 – Maior onda de terror da história do Ceará: Veja o número atualizado de ataques de facções

5/1 – Pichações dizem que onda de ataques só vai parar com saída de secretário

5/1 – Milhares de frangos são queimados vivos após incêndio de caminhão

5/1 – Carros estacionados em shopping são incendiados em ataque

5/1 – Fortaleza e interior vivem mais uma noite de ataques, apesar da chegada da Força Nacional

5/1 – Veja quais linhas de ônibus circulam neste sábado em Fortaleza

4/1 –  “Para resolver o problema das ruas precisamos resolver o dos presídios primeiro”, diz Capitão Wagner

4/1 – Ônibus passam a circular com 3 policiais em cada veículo em Fortaleza

4/1 – 100% das vans de Fortaleza são retiradas de circulação para evitar ataques de facções 

4/1 – Bolsonaro cutuca Camilo ao enviar Força Nacional ao Ceará: “Posição radical contra nós”

4/1 – “Estado perdeu domínio dos presídios e dos bairros onde as facções atuam”, avalia especialista

4/1 – Governo adota reforço na segurança para resguardar Palácio da Abolição

4/1 – Carros de empresas de água e energia são incendiados no Ceará

4/1 – Chefe da operação da Força Nacional será um ex-comandante da elite da PM-CE, indica General Theophilo

4/1 – Coleta de lixo é parcialmente suspensa em Fortaleza devido à onda de ataques

4/1 – “Não recuaremos”, garante secretário de segurança após terrorismo de facções no Ceará

4/1 – Camilo amplia gabinete de crise e confirma 45 prisões de suspeitos de ataques

4/1 – Frota de ônibus de Fortaleza é reduzida a 30% nesta sexta, por segurança contra ataques

4/1 – Concessionária de Fortaleza tem 6 carros incendiados em onda de ataques de facções

4/1 – Viaduto de Caucaia que sofreu explosão recebe operação para evitar desabamento

4/1 – Força Nacional deve chegar ao Ceará até este sábado, com 300 agentes e 30 carros

4/1 – Ceará atinge 3º dia de onda de terror com ataques a ônibus e prédios públicos e privados

4/1 – “Declaração do secretário sobre mudanças em presídios instigou ataques”, avalia especialista

3/1 – Entenda como é a separação dos presídios por facções criminosas no Ceará

3/1 – Viaduto que corre risco de desabar após ataque criminoso passa por operação emergencial

3/1 – Casal de idosos e motorista ficam feridos após ataque a ônibus 

3/1 – Camilo Santana pede apoio da Força Nacional e do Exército após ataques no Ceará 

3/1 – “Pensei que era um meteoro”, diz moradora após explosão em viaduto de Caucaia

3/1 – Secretário opta por não comentar ataques registrados um dia após anunciar mudanças em presídios 

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional 

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindiônibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará