Frota de ônibus opera com 70% da capacidade em Fortaleza no 5º dia de ataques

MEDIDA DE SEGURANÇA

Frota de ônibus opera com 70% da capacidade em Fortaleza no 5º dia de ataques

Além da redução, há agentes da Polícia Militar nos terminais e no interior dos veículos. As medidas pretendem garantir segurança

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de setembro de 2019 às 09:36

Há 4 meses

No Terminal de Messejana, o número de usuários já excede o que costuma ser visto durante a manhã em outros dias (FOTO: Daniel Rocha / Tribuna Band News FM)

(*) Atualizado às 13h30.

Quem utiliza o transporte público na Grande Fortaleza está contando apenas com 70% da frota de ônibus nesta terça-feira (24), segundo o Sindionibus. Além da redução, há agentes da Polícia Militar nos terminais e no interior dos veículos. As medidas pretendem garantir segurança aos passageiros no 5º dia de ataques a veículos e equipamentos públicos na capital e em outros municípios cearenses.

Em nota publicada ontem (23), o Sindionibus afirmava que “todas as linhas terão atendimento, embora seja necessário fazer ajustes pontuais em determinadas áreas”.

O Sistema Jangadeiro esteve nos terminais da Messejana e do Papicu. A equipe, no entanto, apurou que pelo menos uma linha não está sendo oferecida: 093 – Expresso / Messejana / Papicu.

No terminal do Papicu, apesar do medo relatado pelos usuários, a movimentação está tranquila no início da manhã. Foi possível notar a presença de agentes da Polícia Militar em pelo menos quatro linhas de ônibus:

  • 084 – Siqueira / Messejana / Perimetral
  • 814 – Papicu / Castelo Encantado
  • 820 – Papicu / Conjunto Alvorada
  • 806 – Papicu / Edson Queiroz

Já no Terminal de Messejana, às 9h, as filas excediam o tamanho que costuma ser visto no horário. Por lá, agentes do Sindionibus afirmaram que, devido à redução da frota, o tempo de espera por uma linha pode chegar a até 15 minutos, o triplo do que os usuários costumam esperar quando o serviço opera com a capacidade máxima de veículos.

Nova onda de ataques

Desde o dia 20 de setembro, grupos criminosos comandam uma nova onda de ataques por todo o Ceará, com ações contra ônibus do transporte público, veículos e equipamentos públicos e privados.

Até as 13h30 desta terça-feira (24), o Sistema Jangadeiro contabiliza 34 ataques em 10 municípios, sendo 21 em Fortaleza, a cidade que concentra o maior número de ações.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), aumentou para 10 o número de pessoas presas ou apreendidas por participação nos atos criminosos, sendo dois adolescentes. O balanço corresponde às capturas até as 13h30 desta terça-feira. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Veja mais:

24/9 – Nova onda de ataques no Ceará: Veja o número atualizado de ações criminosas

24/9 – Nova onda de ataques no Ceará chega ao 5º dia, com mais incêndios criminosos 

23/9 – Ceará registra 17 ataques em quatro dias; 13 só em Fortaleza

23/9 – Polícia prende 7 suspeitos de ataques e outros 5 são identificados 

23/9 – “Clara reação dos bandidos ao forte enfrentamento ao crime organizado”, diz Camilo Santana sobre ataques 

23/9 – Ceará chega ao 4° dia de ataques, com mais veículos incendiados em Fortaleza

23/9 – Motorista que teve caminhão incendiado por bandidos foi salvo por vigilantes que gritaram “fogo”

23/9 – Bandidos fazem 4 ataques criminosos a veículos e posto de combustíveis no fim de semana

Publicidade

Dê sua opinião

MEDIDA DE SEGURANÇA

Frota de ônibus opera com 70% da capacidade em Fortaleza no 5º dia de ataques

Além da redução, há agentes da Polícia Militar nos terminais e no interior dos veículos. As medidas pretendem garantir segurança

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

24 de setembro de 2019 às 09:36

Há 4 meses

No Terminal de Messejana, o número de usuários já excede o que costuma ser visto durante a manhã em outros dias (FOTO: Daniel Rocha / Tribuna Band News FM)

(*) Atualizado às 13h30.

Quem utiliza o transporte público na Grande Fortaleza está contando apenas com 70% da frota de ônibus nesta terça-feira (24), segundo o Sindionibus. Além da redução, há agentes da Polícia Militar nos terminais e no interior dos veículos. As medidas pretendem garantir segurança aos passageiros no 5º dia de ataques a veículos e equipamentos públicos na capital e em outros municípios cearenses.

Em nota publicada ontem (23), o Sindionibus afirmava que “todas as linhas terão atendimento, embora seja necessário fazer ajustes pontuais em determinadas áreas”.

O Sistema Jangadeiro esteve nos terminais da Messejana e do Papicu. A equipe, no entanto, apurou que pelo menos uma linha não está sendo oferecida: 093 – Expresso / Messejana / Papicu.

No terminal do Papicu, apesar do medo relatado pelos usuários, a movimentação está tranquila no início da manhã. Foi possível notar a presença de agentes da Polícia Militar em pelo menos quatro linhas de ônibus:

  • 084 – Siqueira / Messejana / Perimetral
  • 814 – Papicu / Castelo Encantado
  • 820 – Papicu / Conjunto Alvorada
  • 806 – Papicu / Edson Queiroz

Já no Terminal de Messejana, às 9h, as filas excediam o tamanho que costuma ser visto no horário. Por lá, agentes do Sindionibus afirmaram que, devido à redução da frota, o tempo de espera por uma linha pode chegar a até 15 minutos, o triplo do que os usuários costumam esperar quando o serviço opera com a capacidade máxima de veículos.

Nova onda de ataques

Desde o dia 20 de setembro, grupos criminosos comandam uma nova onda de ataques por todo o Ceará, com ações contra ônibus do transporte público, veículos e equipamentos públicos e privados.

Até as 13h30 desta terça-feira (24), o Sistema Jangadeiro contabiliza 34 ataques em 10 municípios, sendo 21 em Fortaleza, a cidade que concentra o maior número de ações.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), aumentou para 10 o número de pessoas presas ou apreendidas por participação nos atos criminosos, sendo dois adolescentes. O balanço corresponde às capturas até as 13h30 desta terça-feira. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Veja mais:

24/9 – Nova onda de ataques no Ceará: Veja o número atualizado de ações criminosas

24/9 – Nova onda de ataques no Ceará chega ao 5º dia, com mais incêndios criminosos 

23/9 – Ceará registra 17 ataques em quatro dias; 13 só em Fortaleza

23/9 – Polícia prende 7 suspeitos de ataques e outros 5 são identificados 

23/9 – “Clara reação dos bandidos ao forte enfrentamento ao crime organizado”, diz Camilo Santana sobre ataques 

23/9 – Ceará chega ao 4° dia de ataques, com mais veículos incendiados em Fortaleza

23/9 – Motorista que teve caminhão incendiado por bandidos foi salvo por vigilantes que gritaram “fogo”

23/9 – Bandidos fazem 4 ataques criminosos a veículos e posto de combustíveis no fim de semana