Infográfico: a violência avança em Fortaleza e a cidade pede paz


Infográfico: a violência avança em Fortaleza e a cidade pede paz

A série especial ‘Fortaleza Quer Paz’ revela os números da violência em Fortaleza.

Por Daniel Herculano em Segurança Pública

16 de março de 2013 às 14:13

Há 7 anos

Os números assustam, mas essa é a realidade de Fortaleza. Mesmo com investimentos do Governo do Estado, a violência avança brutalmente por todo o Ceará. A série especial ‘Fortaleza Quer Paz’ procurou mostrar vários aspectos da violência que assombra e revolta nossa população.

Durante um mês levantamos números alarmantes de homicídios, pesquisamos sobre a lei, o sistema e desnudamos a super população carcerária no Ceará, ouvimos especialistas e ativistas digitais que lutam pela paz em Fortaleza em busca de saídas para nossa cidade, divulgamos os homens mais perigosos do Estado e chegamos a conclusão que, ao procurar outras formas de se proteger, hoje a população de Fortaleza não confia somente na Segurança Pública oferecida. Confira os principais números da violência no nosso infográfico.

Oficialmente, a SSPDS afirma que, em janeiro foram registrados 163 homicídios em Fortaleza, Já a Comel/IML divulga um total de 342.

Oficialmente, a SSPDS afirma que, em janeiro foram registrados 163 homicídios em Fortaleza, Já a Comel/IML divulga um total de 342 (ARTE: Tiago Leite)

Publicidade

Dê sua opinião

Infográfico: a violência avança em Fortaleza e a cidade pede paz

A série especial ‘Fortaleza Quer Paz’ revela os números da violência em Fortaleza.

Por Daniel Herculano em Segurança Pública

16 de março de 2013 às 14:13

Há 7 anos

Os números assustam, mas essa é a realidade de Fortaleza. Mesmo com investimentos do Governo do Estado, a violência avança brutalmente por todo o Ceará. A série especial ‘Fortaleza Quer Paz’ procurou mostrar vários aspectos da violência que assombra e revolta nossa população.

Durante um mês levantamos números alarmantes de homicídios, pesquisamos sobre a lei, o sistema e desnudamos a super população carcerária no Ceará, ouvimos especialistas e ativistas digitais que lutam pela paz em Fortaleza em busca de saídas para nossa cidade, divulgamos os homens mais perigosos do Estado e chegamos a conclusão que, ao procurar outras formas de se proteger, hoje a população de Fortaleza não confia somente na Segurança Pública oferecida. Confira os principais números da violência no nosso infográfico.

Oficialmente, a SSPDS afirma que, em janeiro foram registrados 163 homicídios em Fortaleza, Já a Comel/IML divulga um total de 342.

Oficialmente, a SSPDS afirma que, em janeiro foram registrados 163 homicídios em Fortaleza, Já a Comel/IML divulga um total de 342 (ARTE: Tiago Leite)