Jovem trans é morto com tiros na cabeça e tem corpo arrastado pelas ruas em Fortaleza

CRUELDADE

Jovem trans é morto com tiros na cabeça e tem corpo arrastado pelas ruas em Fortaleza

A vítima estava com as mãos algemadas quando foi encontrada no local conhecido como Beco dos Maias, no Pici

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

9 de setembro de 2019 às 08:59

Há 6 dias

Investigadores afirmam que a morte pode ter sido motivada por rivalidade entre facções (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um jovem transexual foi morto a tiros e teve o corpo arrastado pela rua no Pici, em Fortaleza, na noite da última sexta-feira (6). Yuri Gabriel Castro Farias Praciano estava com as mãos algemadas quando foi encontrado no local conhecido como Beco dos Maias, na rua Álvares Maciel. Os suspeitos pelo crime são dois homens ainda não identificados.

Apesar da vítima não possuir antecedentes criminais, a polícia acredita que ele estava envolvido com o tráfico na região. Os investigadores afirmam que a morte pode ter sido motivada por rivalidade entre facções.

Segundo a PM, moradores perceberam a ação criminosa antes dos disparos serem efetuados e notificaram à polícia. Enquanto os agentes se dirigiam ao local, o jovem foi atingido na cabeça por dois tiros e arrastado até o beco onde foi encontrada.

Familiares da vítima não quiseram comparecer à cena do crime, por medo de represálias. A Polícia Militar e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) trabalham para identificar os autores do homicídio.

Atualização

As primeiras informações divulgadas pela polícia davam conta de que a vítima fosse uma mulher e informavam seu nome de batismo. No entanto, após a publicação da matéria, a reportagem apurou que tratava-se de um homem transexual.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta segunda-feira (9).

Publicidade

Dê sua opinião

CRUELDADE

Jovem trans é morto com tiros na cabeça e tem corpo arrastado pelas ruas em Fortaleza

A vítima estava com as mãos algemadas quando foi encontrada no local conhecido como Beco dos Maias, no Pici

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

9 de setembro de 2019 às 08:59

Há 6 dias

Investigadores afirmam que a morte pode ter sido motivada por rivalidade entre facções (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um jovem transexual foi morto a tiros e teve o corpo arrastado pela rua no Pici, em Fortaleza, na noite da última sexta-feira (6). Yuri Gabriel Castro Farias Praciano estava com as mãos algemadas quando foi encontrado no local conhecido como Beco dos Maias, na rua Álvares Maciel. Os suspeitos pelo crime são dois homens ainda não identificados.

Apesar da vítima não possuir antecedentes criminais, a polícia acredita que ele estava envolvido com o tráfico na região. Os investigadores afirmam que a morte pode ter sido motivada por rivalidade entre facções.

Segundo a PM, moradores perceberam a ação criminosa antes dos disparos serem efetuados e notificaram à polícia. Enquanto os agentes se dirigiam ao local, o jovem foi atingido na cabeça por dois tiros e arrastado até o beco onde foi encontrada.

Familiares da vítima não quiseram comparecer à cena do crime, por medo de represálias. A Polícia Militar e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) trabalham para identificar os autores do homicídio.

Atualização

As primeiras informações divulgadas pela polícia davam conta de que a vítima fosse uma mulher e informavam seu nome de batismo. No entanto, após a publicação da matéria, a reportagem apurou que tratava-se de um homem transexual.

Confira reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta segunda-feira (9).