Mulheres são mortas com sinais de tortura e cabelos raspados na Barra do Ceará

HOMICÍDIO

Mulheres são mortas com sinais de tortura e cabelos raspados na Barra do Ceará

Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

17 de setembro de 2017 às 16:29

Há 3 anos
As duas mulheres foram mortas a tiro. (Foto: Pexels)

As duas mulheres foram mortas a tiro. (Foto: Pexels)

Duas mulheres foram encontradas mortas na manhã deste domingo (17), na Barra do Ceará, em Fortaleza, lesionadas com disparos de armas de fogo e com indícios de tortura.

> Leia também: Jovem é torturado, decapitado e tem o corpo incendiado por 8 bandidos em Fortaleza

Segundo nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as vítimas apresentavam sinais de tortura e cabelas raspados, além de pichações na cabeça e em outras partes do corpo.

Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local. A Polícia Civil investiga o crime.

Publicidade

Dê sua opinião

HOMICÍDIO

Mulheres são mortas com sinais de tortura e cabelos raspados na Barra do Ceará

Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local

Por Tribuna do Ceará em Segurança Pública

17 de setembro de 2017 às 16:29

Há 3 anos
As duas mulheres foram mortas a tiro. (Foto: Pexels)

As duas mulheres foram mortas a tiro. (Foto: Pexels)

Duas mulheres foram encontradas mortas na manhã deste domingo (17), na Barra do Ceará, em Fortaleza, lesionadas com disparos de armas de fogo e com indícios de tortura.

> Leia também: Jovem é torturado, decapitado e tem o corpo incendiado por 8 bandidos em Fortaleza

Segundo nota da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as vítimas apresentavam sinais de tortura e cabelas raspados, além de pichações na cabeça e em outras partes do corpo.

Equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para o local. A Polícia Civil investiga o crime.