Pedido de liberdade de mexicanos acusados de agressão durante a Copa é julgado segunda-feira


Pedido de liberdade de mexicanos acusados de agressão durante a Copa é julgado segunda-feira

O caso aconteceu no dia 29 de junho deste ano, poucas horas depois da eliminação do México da Copa do Mundo

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

15 de agosto de 2014 às 09:17

Há 6 anos
Mexicanos são acusados de espancar advogados (FOTO: Divulgação)

Mexicanos são acusados de espancar advogados (FOTO: Divulgação)

O julgamento do habeas corpus dos mexicanos acusados de agressão a advogados durante a Copa do Mundo será julgado na segunda-feira (15). A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) realizará sessão extraordinária, na pauta estará o julgamento do pedido de liberdade dos mexicanos Sérgio Israel Eguren Cornejo, Mateo Codinas Velten, Rafael Miguel Medina Pederzini e Angel Rimak Eguren Cornejo, presos sob a acusação de lesão corporal grave contra advogado em Fortaleza.

Os trabalhos terão início às 9h, no Palácio da Justiça, no Bairro Cambeba, em Fortaleza. O órgão julgador é composto pelos desembargadores Francisco Pedrosa Teixeira (presidente), Paulo Camelo Timbó, Maria Edna Martins e Mário Parente Teófilo Neto. Além de habeas corpus, também serão apreciados apelações, recursos em sentido estrito, entre outros processos de pauta.

O caso aconteceu no dia 29 de junho deste ano, poucas horas depois da eliminação do México da Copa do Mundo, em derrota de virada para a Holanda, por 2 a 1, na Arena Castelão. Eles estão presos no Instituto Penal Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba.

Ao tentar proteger a esposa, cearense foi agredido e ficou desacordado (FOTO: Reprodução/Twitter)

Ao tentar proteger a esposa, cearense foi agredido e ficou desacordado (FOTO: Reprodução/Twitter)

Os quatro mexicanos são acusados de agredir os advogados na Avenida Monsenhor Tabosa, na Praia de Iracema, há mais de um mês. Eles respondem por lesão corporal grave, leve e constrangimento ilegal, violando os artigos 129, 146 e 69 do Código Penal Brasileiro.

No dia 29 de junho, os mexicanos estavam em um táxi, quando um deles tocou as nádegas de uma mulher que aguardava para atravessar a avenida. Ela estava acompanhada do marido e de outro casal. Depois do ocorrido, os mexicanos e os dois advogados cearenses entraram em conflito, deixando um dos brasileiros ferido e desacordado. Após a confusão, os mexicanos foram impedidos de fugir, por pessoas que estavam no local. Eles foram capturados pela Polícia Federal e encaminhados para a Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur), na Praia de Iracema.


Notice: Undefined variable: args in /home2/tribu/public_html/wp-content/themes/2016_tribuna_editorias/lib/relates-posts.php on line 40

Notice: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home2/tribu/public_html/wp-includes/functions.php on line 4652

Notice: WP_Query foi chamado com um argumento que está obsoleto desde a versão 3.1.0! caller_get_posts está depreciado. Utilize ignore_sticky_posts no lugar. in /home2/tribu/public_html/wp-includes/functions.php on line 4652
Publicidade

Dê sua opinião

Pedido de liberdade de mexicanos acusados de agressão durante a Copa é julgado segunda-feira

O caso aconteceu no dia 29 de junho deste ano, poucas horas depois da eliminação do México da Copa do Mundo

Por Roberta Tavares em Segurança Pública

15 de agosto de 2014 às 09:17

Há 6 anos
Mexicanos são acusados de espancar advogados (FOTO: Divulgação)

Mexicanos são acusados de espancar advogados (FOTO: Divulgação)

O julgamento do habeas corpus dos mexicanos acusados de agressão a advogados durante a Copa do Mundo será julgado na segunda-feira (15). A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) realizará sessão extraordinária, na pauta estará o julgamento do pedido de liberdade dos mexicanos Sérgio Israel Eguren Cornejo, Mateo Codinas Velten, Rafael Miguel Medina Pederzini e Angel Rimak Eguren Cornejo, presos sob a acusação de lesão corporal grave contra advogado em Fortaleza.

Os trabalhos terão início às 9h, no Palácio da Justiça, no Bairro Cambeba, em Fortaleza. O órgão julgador é composto pelos desembargadores Francisco Pedrosa Teixeira (presidente), Paulo Camelo Timbó, Maria Edna Martins e Mário Parente Teófilo Neto. Além de habeas corpus, também serão apreciados apelações, recursos em sentido estrito, entre outros processos de pauta.

O caso aconteceu no dia 29 de junho deste ano, poucas horas depois da eliminação do México da Copa do Mundo, em derrota de virada para a Holanda, por 2 a 1, na Arena Castelão. Eles estão presos no Instituto Penal Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba.

Ao tentar proteger a esposa, cearense foi agredido e ficou desacordado (FOTO: Reprodução/Twitter)

Ao tentar proteger a esposa, cearense foi agredido e ficou desacordado (FOTO: Reprodução/Twitter)

Os quatro mexicanos são acusados de agredir os advogados na Avenida Monsenhor Tabosa, na Praia de Iracema, há mais de um mês. Eles respondem por lesão corporal grave, leve e constrangimento ilegal, violando os artigos 129, 146 e 69 do Código Penal Brasileiro.

No dia 29 de junho, os mexicanos estavam em um táxi, quando um deles tocou as nádegas de uma mulher que aguardava para atravessar a avenida. Ela estava acompanhada do marido e de outro casal. Depois do ocorrido, os mexicanos e os dois advogados cearenses entraram em conflito, deixando um dos brasileiros ferido e desacordado. Após a confusão, os mexicanos foram impedidos de fugir, por pessoas que estavam no local. Eles foram capturados pela Polícia Federal e encaminhados para a Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur), na Praia de Iracema.