"Pensei que era um meteoro", diz morador após explosão em viaduto de Caucaia

MEDO

“Pensei que era um meteoro”, diz morador após explosão em viaduto de Caucaia

Bandidos explodiram uma das pilastras de sustentação do viaduto que fica entre a BR-020 e BR-222. O barulho foi ouvido em vários pontos da cidade

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

3 de janeiro de 2019 às 17:22

Há 10 meses
caucaia

Base de pilastra do viaduto foi explodida por bandidos no início da madrugada (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A madrugada desta quinta-feira (3) foi de pânico para moradores de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Bandidos explodiram uma das pilastras de sustentação do viaduto que fica entre a BR-020 e BR-222.

O barulho foi ouvido em vários pontos da cidade. Pessoas que moram nas proximidades relataram, inclusive, ter percebido tremores nas residências e pensavam ter sido meteoro e até queda de avião. O ataque foi um dos registrados nas últimas 24 horas em Fortaleza e na Região Metropolitana da capital.

Um dos pilares do viaduto foi danificado pelo uso do artefato explosivo. Os bandidos estariam tentando derrubar a estrutura. Além da PM, o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) esteve no local para fazer um trabalho de varredura do local. Vários moradores de diferentes bairros de Caucaia relataram ter ouvido o estrondo e percebido tremores nas residências.

“Todo o bloco tremeu, as portas de vidro também tremeram. Aí, todo mundo começou a comentar nos grupos. Ouviram muito alto no Metropolitano, no Araturi, dizem que até no Antônio Bezerra escutaram. E todo mundo na rua”, disse um dos moradores sem se identificar.

A explosão danificou a base de uma das pilastras do viaduto, que fica próximo ao posto da PRF, no início da madrugada, no km 406 da BR-020. Parte dos ferros ficaram expostos. A laje que recebia sustentação do pilar cedeu em até 30 centímetros. Moradores chegaram a pensar que fosse um meteoro ou a queda de um avião. No local, também foram encontradas cartas ameaçando o Governo por mudanças no sistema prisional.

“Foi um estrondo muito grande que deu pra perceber nas proximidades do centro de Caucaia e em várias partes da regiões mais próximas. Primeiro, tive a notícia que foi o meteoro que tinha passado, meteoro tinha caído, houve o relato também que um avião tinha caído… alguma coisa assim do tipo”, revelou outro morador da área.

Relembrando a onda de explosões a bancos, agências e carros-forte, um outro pensou ter relação com esse tipo de crime.

“Disseram que foi um avião, depois disseram que foi um carro-forte e depois soubemos que tentaram derrubar essa ponte aí. Não sabia que tinha sido violência, não. Pensei que tinha sido um avião mesmo. Mas, na realidade, tentaram derrubar a ponte mesmo”, disse um terceiro morador.

Durante a manhã desta quinta-feira (3), equipes do DNIT e do DER foram ao local realizar uma perícia e determinar que soluções devem ser tomadas em relação à estrutura. O tráfego de veículos permanece bloqueado. Desde o início da madrugada o trânsito também está bloqueado por cima do viaduto. Equipes da Polícia Rodoviária Federal orientam os motoristas a utilizarem as alças laterais da vida.

Ataques

Além da explosão da pilastra do viaduto, houve ataques a ônibus e vans. Também foram registradas avarias em semáforos, câmeras de monitoramento da SSPDS na Barra do Ceará e no Bom Jardim, e em fotossensores em Messejana, Moura Brasil e Caucaia.

Ocorreram ainda disparos de arma de fogo contra uma agência bancária do Bradesco no bairro Otávio Bonfim. Um artefato de fabricação caseira também foi arremessado em um posto de combustíveis no bairro Damas. Incendiaram o pátio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Horizonte.

Confira a cobertura sobre o caso:

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindionibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará

Publicidade

Dê sua opinião

MEDO

“Pensei que era um meteoro”, diz morador após explosão em viaduto de Caucaia

Bandidos explodiram uma das pilastras de sustentação do viaduto que fica entre a BR-020 e BR-222. O barulho foi ouvido em vários pontos da cidade

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

3 de janeiro de 2019 às 17:22

Há 10 meses
caucaia

Base de pilastra do viaduto foi explodida por bandidos no início da madrugada (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A madrugada desta quinta-feira (3) foi de pânico para moradores de Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Bandidos explodiram uma das pilastras de sustentação do viaduto que fica entre a BR-020 e BR-222.

O barulho foi ouvido em vários pontos da cidade. Pessoas que moram nas proximidades relataram, inclusive, ter percebido tremores nas residências e pensavam ter sido meteoro e até queda de avião. O ataque foi um dos registrados nas últimas 24 horas em Fortaleza e na Região Metropolitana da capital.

Um dos pilares do viaduto foi danificado pelo uso do artefato explosivo. Os bandidos estariam tentando derrubar a estrutura. Além da PM, o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) esteve no local para fazer um trabalho de varredura do local. Vários moradores de diferentes bairros de Caucaia relataram ter ouvido o estrondo e percebido tremores nas residências.

“Todo o bloco tremeu, as portas de vidro também tremeram. Aí, todo mundo começou a comentar nos grupos. Ouviram muito alto no Metropolitano, no Araturi, dizem que até no Antônio Bezerra escutaram. E todo mundo na rua”, disse um dos moradores sem se identificar.

A explosão danificou a base de uma das pilastras do viaduto, que fica próximo ao posto da PRF, no início da madrugada, no km 406 da BR-020. Parte dos ferros ficaram expostos. A laje que recebia sustentação do pilar cedeu em até 30 centímetros. Moradores chegaram a pensar que fosse um meteoro ou a queda de um avião. No local, também foram encontradas cartas ameaçando o Governo por mudanças no sistema prisional.

“Foi um estrondo muito grande que deu pra perceber nas proximidades do centro de Caucaia e em várias partes da regiões mais próximas. Primeiro, tive a notícia que foi o meteoro que tinha passado, meteoro tinha caído, houve o relato também que um avião tinha caído… alguma coisa assim do tipo”, revelou outro morador da área.

Relembrando a onda de explosões a bancos, agências e carros-forte, um outro pensou ter relação com esse tipo de crime.

“Disseram que foi um avião, depois disseram que foi um carro-forte e depois soubemos que tentaram derrubar essa ponte aí. Não sabia que tinha sido violência, não. Pensei que tinha sido um avião mesmo. Mas, na realidade, tentaram derrubar a ponte mesmo”, disse um terceiro morador.

Durante a manhã desta quinta-feira (3), equipes do DNIT e do DER foram ao local realizar uma perícia e determinar que soluções devem ser tomadas em relação à estrutura. O tráfego de veículos permanece bloqueado. Desde o início da madrugada o trânsito também está bloqueado por cima do viaduto. Equipes da Polícia Rodoviária Federal orientam os motoristas a utilizarem as alças laterais da vida.

Ataques

Além da explosão da pilastra do viaduto, houve ataques a ônibus e vans. Também foram registradas avarias em semáforos, câmeras de monitoramento da SSPDS na Barra do Ceará e no Bom Jardim, e em fotossensores em Messejana, Moura Brasil e Caucaia.

Ocorreram ainda disparos de arma de fogo contra uma agência bancária do Bradesco no bairro Otávio Bonfim. Um artefato de fabricação caseira também foi arremessado em um posto de combustíveis no bairro Damas. Incendiaram o pátio do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Horizonte.

Confira a cobertura sobre o caso:

3/1 – Polícia prende 9 suspeitos de envolvimento na onda de ataques na Grande Fortaleza

3/1 – Cartas espalhadas em viaduto atacado ameaçam Governo por mudanças no sistema prisional

3/1 – Ônibus de Fortaleza vão circular normalmente mesmo após ataques, garante Sindionibus

3/1 – General Theophilo oferece intervenção federal após ataques no Ceará: “Está na mão do governador”

3/1 – Grande Fortaleza sofre onda de ataques um dia após secretário anunciar fim da divisão de facções em presídios

2/1 – “Haverá matança, se juntar detentos de facções diferentes no mesmo presídio”, alerta Copen

2/1 – Novo secretário promete fim da divisão de presídios por facções no Ceará