Polícia diz que travesti foi espancada por disputa em ponto de prostituição

BRIGA POR CLIENTES

Polícia diz que travesti foi espancada por disputa em ponto de prostituição no Vila Velha

A vítima é menor de idade e já foi identificada pelos agentes de segurança, mas não quis prestar queixa à polícia

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

4 de dezembro de 2019 às 10:37

Há 4 meses

O vídeo da agressão foi registrado por um dos acusados (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

A polícia investiga as agressões cometidas contra uma travesti no bairro Vila Velha, em Fortaleza, no começo da semana. A vítima é menor de idade e já foi identificada pelos agentes de segurança. Segundo a investigação, a motivação do espancamento foi uma “disputa territorial por ponto de prostituição”.

O delegado Carlos Eduardo afirma que a jovem havia começado a se prostituir no local recentemente. A chegada dela teria causado insatisfação aos que já estavam no local anteriormente. “Não gostavam dela lá, tendo em vista que era uma pessoa mais nova e acabava atraindo mais clientes”, explica.

O responsável pela investigação lamenta que a vítima tenha preferido não prestar queixa. “Ela não registrou ocorrência, infelizmente. Não conseguimos ouvir ainda a vítima. A Polícia Civil vai apurar com todo rigor”, assegura o delegado, que pretende identificar os agressores da travesti.

O delegado pede também o apoio da população no trabalho de identificação dos suspeitos. “Contamos com esse apoio das pessoas. Se souberem de algo a respeito das pessoas, que nos digam. Podem ligar para a gente, que será uma denúncia anônima”, explica. Os telefones para as denúncias são (85) 3101.2498 ou 181.

Vídeo

A violência foi registrada em vídeo por um dos acusados. Nas cenas, é possível notar que uma mulher dá as ordens para as agressões e os demais participantes seguem. “Como ‘tu tem’ coragem de tirar onda com a cara da favela, ‘viado’? Segura. Derruba”, ordena a mulher nas cenas. A travesti chega a correr, na tentativa de escapar, mas é alcançada pelo grupo e agredida com chutes, socos e golpes de madeira.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta quarta-feira (4).

Publicidade

Dê sua opinião

BRIGA POR CLIENTES

Polícia diz que travesti foi espancada por disputa em ponto de prostituição no Vila Velha

A vítima é menor de idade e já foi identificada pelos agentes de segurança, mas não quis prestar queixa à polícia

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

4 de dezembro de 2019 às 10:37

Há 4 meses

O vídeo da agressão foi registrado por um dos acusados (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

A polícia investiga as agressões cometidas contra uma travesti no bairro Vila Velha, em Fortaleza, no começo da semana. A vítima é menor de idade e já foi identificada pelos agentes de segurança. Segundo a investigação, a motivação do espancamento foi uma “disputa territorial por ponto de prostituição”.

O delegado Carlos Eduardo afirma que a jovem havia começado a se prostituir no local recentemente. A chegada dela teria causado insatisfação aos que já estavam no local anteriormente. “Não gostavam dela lá, tendo em vista que era uma pessoa mais nova e acabava atraindo mais clientes”, explica.

O responsável pela investigação lamenta que a vítima tenha preferido não prestar queixa. “Ela não registrou ocorrência, infelizmente. Não conseguimos ouvir ainda a vítima. A Polícia Civil vai apurar com todo rigor”, assegura o delegado, que pretende identificar os agressores da travesti.

O delegado pede também o apoio da população no trabalho de identificação dos suspeitos. “Contamos com esse apoio das pessoas. Se souberem de algo a respeito das pessoas, que nos digam. Podem ligar para a gente, que será uma denúncia anônima”, explica. Os telefones para as denúncias são (85) 3101.2498 ou 181.

Vídeo

A violência foi registrada em vídeo por um dos acusados. Nas cenas, é possível notar que uma mulher dá as ordens para as agressões e os demais participantes seguem. “Como ‘tu tem’ coragem de tirar onda com a cara da favela, ‘viado’? Segura. Derruba”, ordena a mulher nas cenas. A travesti chega a correr, na tentativa de escapar, mas é alcançada pelo grupo e agredida com chutes, socos e golpes de madeira.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta quarta-feira (4).