Presa suspeita de balear PM em tentativa de assalto no Carlito Pamplona; Outros 2 estão foragidos

VÍTIMA REAGIU

Presa suspeita de balear PM em tentativa de assalto no Carlito Pamplona

João Evangelista do Nascimento, de 38 anos, estava à paisana, reagiu à abordagem e foi atingido na altura do joelho quando saía de uma agência bancária

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

30 de dezembro de 2019 às 09:01

Há 2 meses

O PM foi levado à UPA do Pirambu e encaminhado ao IJF (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um policial militar foi baleado quando saía de uma agência bancária no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza. João Evangelista do Nascimento, de 38 anos, estava à paisana e foi vítima de uma tentativa de assalto por parte de dois homens e uma mulher.

O PM reagiu à abordagem e foi atingido na altura do joelho, no sábado (28). Do trio suspeito pelo crime, uma mulher foi presa em flagrante no mesmo dia e os demais seguem foragidos.

Segundo a polícia, no momento da fuga, os criminosos abandonaram o veículo de cor branca utilizado na ação. A mulher capturada teria sido vista saindo do veículo. Inicialmente, ela negou o envolvimento no crime, mas acabou confessando a participação.

A suspeita foi levada ao ao Instituto Doutor José Frota (IJF) e reconhecida pela vítima. Em seguida, a mulher identificada como Juliana Kelly Ferreira, de 35 anos, foi encaminhada ao 34º Distrito Policial. De acordo com a polícia, ela não tem antecedentes criminais.

Durante a ação dos criminosos, nenhum dos pertences da vítima foram levados. João Evangelista é cabo da PM e é lotado no Batalhão de Policiamento de Guarda Externa dos Presídios (BPGEP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), seguem em curso os trabalhos policiais com o intuito de capturar os outros dois suspeitos. O órgão reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais.

As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta segunda-feira (30).

Publicidade

Dê sua opinião

VÍTIMA REAGIU

Presa suspeita de balear PM em tentativa de assalto no Carlito Pamplona

João Evangelista do Nascimento, de 38 anos, estava à paisana, reagiu à abordagem e foi atingido na altura do joelho quando saía de uma agência bancária

Por TV Jangadeiro em Segurança Pública

30 de dezembro de 2019 às 09:01

Há 2 meses

O PM foi levado à UPA do Pirambu e encaminhado ao IJF (FOTO: TV Jangadeiro/SBT)

Um policial militar foi baleado quando saía de uma agência bancária no bairro Carlito Pamplona, em Fortaleza. João Evangelista do Nascimento, de 38 anos, estava à paisana e foi vítima de uma tentativa de assalto por parte de dois homens e uma mulher.

O PM reagiu à abordagem e foi atingido na altura do joelho, no sábado (28). Do trio suspeito pelo crime, uma mulher foi presa em flagrante no mesmo dia e os demais seguem foragidos.

Segundo a polícia, no momento da fuga, os criminosos abandonaram o veículo de cor branca utilizado na ação. A mulher capturada teria sido vista saindo do veículo. Inicialmente, ela negou o envolvimento no crime, mas acabou confessando a participação.

A suspeita foi levada ao ao Instituto Doutor José Frota (IJF) e reconhecida pela vítima. Em seguida, a mulher identificada como Juliana Kelly Ferreira, de 35 anos, foi encaminhada ao 34º Distrito Policial. De acordo com a polícia, ela não tem antecedentes criminais.

Durante a ação dos criminosos, nenhum dos pertences da vítima foram levados. João Evangelista é cabo da PM e é lotado no Batalhão de Policiamento de Guarda Externa dos Presídios (BPGEP).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), seguem em curso os trabalhos policiais com o intuito de capturar os outros dois suspeitos. O órgão reforça que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais.

As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e para o número (85) 99111-7498, que é o WhatsApp do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Confira mais na reportagem do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h05 desta segunda-feira (30).