Rosier Alexandre: "Comprometa-se com seus sonhos"

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Comprometa-se com seus sonhos”

Não esqueça: Somente quando mudamos de hábitos, mudamos os resultados

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

13 de janeiro de 2020 às 08:40

Há 6 dias

Neste fim de semana, ouvi um amigo comentando que suas metas de final de ano eram as mesmas de 5 anos atrás, exatamente porque ele não cumpria e as repetia ano após ano. Que pena! Não é o tipo de coisa que eu gostaria de ouvir. É mais agradável ouvir histórias de superação e conquistas.

Sempre que chega final de ano, eu também paro para avaliar o ano que termina e planejar o ano seguinte. Em 2002, em anunciei que começaria a escalar montanhas geladas e que iria escalar a maior montanha de cada continente.

Quando fiz este anúncio, eu deixei muita gente assustada. Alguns não acreditavam que eu não conseguiria tal feito, outros se preocuparam com a minha segurança física e até mental. O que era realmente estranho é que poucas pessoas na terra haviam conseguido escalar os sete cumes e eu que não escalava montanha gelada, não era um típico candidato para este projeto. Mesmo assim eu segui em frente.

No final de 2004, fiz a primeira expedição a uma montanha gelada: o destino foi Aconcágua, a maior montanha da América do Sul. Ali estava começando o Projeto Sete Cumes.

Em 21 de maio de 2016, depois de quase 12 anos escalando montanhas, eu cheguei ao cume do Everest concluindo o meu projeto com segurança.

Algumas pessoas que não me conhecem atribuem o meu feito à sorte. Quem me conhece sabe o quanto me dediquei de corpo e alma planejando e treinando para fazer bem feito e com segurança.

Nestes 12 anos eu precisei mudar de vida completamente. Deixei de lado pessoas negativas, passei a me manter 100% focado, sem desperdiçar energias com assuntos inúteis e colocar energias somente no que realmente era importante. Quando as coisas não funcionavam conforme eu havia planejado, eu não perdia tempo com lamentações.

Aprendi que meu passado não era condicionante para o meu futuro, mas as minhas ações no momento presente, sim. Aprendi que se eu desejo resultados extraordinários, eu necessito esforços organizados e extraordinários. Aprendi que para acompanhar o desempenho destes esforços eu precisava manter controle de tudo. Então passei a fazer isso de forma numérica e com gráficos para facilitar a visualização.

Nesse período, a vida me ensinou que se eu não me comprometer com meus sonhos, ninguém vai se comprometer. Na lista dos responsáveis e comprometidos com os meus sonhos e metas eu devo estar em primeiro, segundo e terceiro lugar. Somente depois existe espaço para esperar ajuda de outros.

Não esqueça: Somente quando mudamos de hábitos, mudamos os resultados.

Te desejo uma semana maravilhosa com o meu abraço do tamanho do Everest.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Comprometa-se com seus sonhos”

Não esqueça: Somente quando mudamos de hábitos, mudamos os resultados

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

13 de janeiro de 2020 às 08:40

Há 6 dias

Neste fim de semana, ouvi um amigo comentando que suas metas de final de ano eram as mesmas de 5 anos atrás, exatamente porque ele não cumpria e as repetia ano após ano. Que pena! Não é o tipo de coisa que eu gostaria de ouvir. É mais agradável ouvir histórias de superação e conquistas.

Sempre que chega final de ano, eu também paro para avaliar o ano que termina e planejar o ano seguinte. Em 2002, em anunciei que começaria a escalar montanhas geladas e que iria escalar a maior montanha de cada continente.

Quando fiz este anúncio, eu deixei muita gente assustada. Alguns não acreditavam que eu não conseguiria tal feito, outros se preocuparam com a minha segurança física e até mental. O que era realmente estranho é que poucas pessoas na terra haviam conseguido escalar os sete cumes e eu que não escalava montanha gelada, não era um típico candidato para este projeto. Mesmo assim eu segui em frente.

No final de 2004, fiz a primeira expedição a uma montanha gelada: o destino foi Aconcágua, a maior montanha da América do Sul. Ali estava começando o Projeto Sete Cumes.

Em 21 de maio de 2016, depois de quase 12 anos escalando montanhas, eu cheguei ao cume do Everest concluindo o meu projeto com segurança.

Algumas pessoas que não me conhecem atribuem o meu feito à sorte. Quem me conhece sabe o quanto me dediquei de corpo e alma planejando e treinando para fazer bem feito e com segurança.

Nestes 12 anos eu precisei mudar de vida completamente. Deixei de lado pessoas negativas, passei a me manter 100% focado, sem desperdiçar energias com assuntos inúteis e colocar energias somente no que realmente era importante. Quando as coisas não funcionavam conforme eu havia planejado, eu não perdia tempo com lamentações.

Aprendi que meu passado não era condicionante para o meu futuro, mas as minhas ações no momento presente, sim. Aprendi que se eu desejo resultados extraordinários, eu necessito esforços organizados e extraordinários. Aprendi que para acompanhar o desempenho destes esforços eu precisava manter controle de tudo. Então passei a fazer isso de forma numérica e com gráficos para facilitar a visualização.

Nesse período, a vida me ensinou que se eu não me comprometer com meus sonhos, ninguém vai se comprometer. Na lista dos responsáveis e comprometidos com os meus sonhos e metas eu devo estar em primeiro, segundo e terceiro lugar. Somente depois existe espaço para esperar ajuda de outros.

Não esqueça: Somente quando mudamos de hábitos, mudamos os resultados.

Te desejo uma semana maravilhosa com o meu abraço do tamanho do Everest.