Rosier Alexandre: "Se tem medo, vai com medo, mas vai"

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Se tem medo, vai com medo, mas vai”

O erro faz parte de todo aprendizado, e o medo faz parte da natureza humana. Quem não tiver algum medo na vida deve ser objeto de estudo, e quem nunca errou, muito provavelmente, jamais tentou realizar algo importante

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

18 de maio de 2020 às 11:19

Há 1 semana

Assim como para mim, acredito que para você também não seja fácil falar de erros e medos. Não é um assunto que traga orgulho para ninguém, pelo menos é o que eu imagino. Confesso a vocês que eu tenho alguns medos e já cometi muitos erros durante a vida, e acreditem, não trago nenhuma satisfação com isso, pelo contrário, confesso-os com muita humildade.

O erro faz parte de todo aprendizado, e o medo faz parte da natureza humana. Quem não tiver algum medo na vida deve ser objeto de estudo, e quem nunca errou, muito provavelmente, jamais tentou realizar algo importante.

Para mim, viver sem tentar realizar meus sonhos é jogar fora a possibilidade de ser feliz plenamente, e disso eu não abro mão. Quem não tenta, não apenas erra, como fracassa na vida. Quem tenta, se errar tem a chance de aprender com o erro, corrigir e tentar novamente de outra maneira. Nunca me permiti insistir no mesmo erro e jamais transferi a responsabilidade pelos erros cometidos. O ato de assumir a responsabilidade me trouxe aprendizados e crescimento.

Apesar do medo e dos erros cometidos, a vida segue. Aprendi que eu não poderia deixar que os meus medos fossem maiores que os meus sonhos e a minha decisão de seguir em frente, caso contrário eu ficaria paralisado e infeliz. Sempre conto nas palestras sobre o meu medo de altura, como já falei, não tenho nenhum orgulho disso, mas compartilho para que as pessoas entendam que mesmo quem escala o Everest também tem seus medos, mas apesar deles, seguem em frente em busca dos seus sonhos.

O meu medo de altura, ao invés de me assustar e me paralisar, ele me estimulou a treinar muito mais forte para que eu evitasse cometer erros fatais na execução das escaladas que realizei.

Se você tem medo, vai com medo, mas vai! Só não pode é ficar parado.

Grande abraço e até a próxima segunda.

Publicidade

Dê sua opinião

QUAL O SEU EVEREST?

Rosier Alexandre: “Se tem medo, vai com medo, mas vai”

O erro faz parte de todo aprendizado, e o medo faz parte da natureza humana. Quem não tiver algum medo na vida deve ser objeto de estudo, e quem nunca errou, muito provavelmente, jamais tentou realizar algo importante

Por Tribuna do Ceará em Rosier Alexandre

18 de maio de 2020 às 11:19

Há 1 semana

Assim como para mim, acredito que para você também não seja fácil falar de erros e medos. Não é um assunto que traga orgulho para ninguém, pelo menos é o que eu imagino. Confesso a vocês que eu tenho alguns medos e já cometi muitos erros durante a vida, e acreditem, não trago nenhuma satisfação com isso, pelo contrário, confesso-os com muita humildade.

O erro faz parte de todo aprendizado, e o medo faz parte da natureza humana. Quem não tiver algum medo na vida deve ser objeto de estudo, e quem nunca errou, muito provavelmente, jamais tentou realizar algo importante.

Para mim, viver sem tentar realizar meus sonhos é jogar fora a possibilidade de ser feliz plenamente, e disso eu não abro mão. Quem não tenta, não apenas erra, como fracassa na vida. Quem tenta, se errar tem a chance de aprender com o erro, corrigir e tentar novamente de outra maneira. Nunca me permiti insistir no mesmo erro e jamais transferi a responsabilidade pelos erros cometidos. O ato de assumir a responsabilidade me trouxe aprendizados e crescimento.

Apesar do medo e dos erros cometidos, a vida segue. Aprendi que eu não poderia deixar que os meus medos fossem maiores que os meus sonhos e a minha decisão de seguir em frente, caso contrário eu ficaria paralisado e infeliz. Sempre conto nas palestras sobre o meu medo de altura, como já falei, não tenho nenhum orgulho disso, mas compartilho para que as pessoas entendam que mesmo quem escala o Everest também tem seus medos, mas apesar deles, seguem em frente em busca dos seus sonhos.

O meu medo de altura, ao invés de me assustar e me paralisar, ele me estimulou a treinar muito mais forte para que eu evitasse cometer erros fatais na execução das escaladas que realizei.

Se você tem medo, vai com medo, mas vai! Só não pode é ficar parado.

Grande abraço e até a próxima segunda.