Atrasos nas obras do metrô e materiais abandonados geram insegurança

DESCASO

Atrasos nas obras do metrô e materiais abandonados geram insegurança

A obra teve início em 2013, com prazo de 60 meses para ser concluída

Por Tribuna do Ceará em Jornal Jangadeiro 1º edição

6 de julho de 2016 às 17:04

Há 4 anos
Local é ocupado por usuários de drogas. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

Local é ocupado por usuários de drogas. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

Os atrasos recorrentes em obras do Metrô de Fortaleza tem causado transtornos. O local onde estava sendo construída a Estação do Colégio Militar serve até de esconderijo para usuários de drogas.

As obras da linha leste do Metrô de Fortaleza estão, mais uma vez,  paralisadas. O investimento de mais de R$ 2,5 bilhões não deram retorno à população. Muito pelo contrário, na estação do Colégio Militar, na Aldeota, os pedestres passam com medo.

A obra teve início em 2013, com prazo de 60 meses para ser concluída. Todavia, no local, há muito material abandonado. São tubulações enferrujadas e toneladas de cimento sem utilização. O abandono gera insegurança, principalmente à noite.

Segundo moradores da região, o local abriga usuários de drogas. Para ter acesso, estas pessoas usam um poste como apoio e pulam. Aproveitam a pouca visibilidade para se esconderem.

Por causa dos desvios, o trânsito no entorno fica complicado nos horários de pico. Os estabelecimentos comerciais também se sentem prejudicados com a situação.

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura informou que um novo planejamento está sendo realizado para definir novos prazos para a continuidade da obra e que um inventário será realizado para avaliar os danos ocorridos durante a paralisação do serviço.

Veja o vídeo:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

DESCASO

Atrasos nas obras do metrô e materiais abandonados geram insegurança

A obra teve início em 2013, com prazo de 60 meses para ser concluída

Por Tribuna do Ceará em Jornal Jangadeiro 1º edição

6 de julho de 2016 às 17:04

Há 4 anos
Local é ocupado por usuários de drogas. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

Local é ocupado por usuários de drogas. (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

Os atrasos recorrentes em obras do Metrô de Fortaleza tem causado transtornos. O local onde estava sendo construída a Estação do Colégio Militar serve até de esconderijo para usuários de drogas.

As obras da linha leste do Metrô de Fortaleza estão, mais uma vez,  paralisadas. O investimento de mais de R$ 2,5 bilhões não deram retorno à população. Muito pelo contrário, na estação do Colégio Militar, na Aldeota, os pedestres passam com medo.

A obra teve início em 2013, com prazo de 60 meses para ser concluída. Todavia, no local, há muito material abandonado. São tubulações enferrujadas e toneladas de cimento sem utilização. O abandono gera insegurança, principalmente à noite.

Segundo moradores da região, o local abriga usuários de drogas. Para ter acesso, estas pessoas usam um poste como apoio e pulam. Aproveitam a pouca visibilidade para se esconderem.

Por causa dos desvios, o trânsito no entorno fica complicado nos horários de pico. Os estabelecimentos comerciais também se sentem prejudicados com a situação.

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura informou que um novo planejamento está sendo realizado para definir novos prazos para a continuidade da obra e que um inventário será realizado para avaliar os danos ocorridos durante a paralisação do serviço.

Veja o vídeo:

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.