Demora do INSS tem prejudicado quem está à espera de aposentadoria

PREJUÍZO

Demora da análise do INSS tem prejudicado quem está à espera de aposentadoria

Atualmente, o INSS está analisando os pedidos de aposentadoria feitos até o dia 30 de abril, mas o calendário deveria estar dois meses à frente

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

27 de agosto de 2019 às 09:00

Há 3 meses

A demora na análise de pedidos de aposentadorias já fez o calendário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) atrasar em dois meses, prejuízo para quem espera e também para os cofres públicos.

Atualmente, o INSS está analisando os pedidos de aposentadoria feitos até o dia 30 de abril, mas o calendário deveria estar dois meses à frente. De acordo com o gerente do órgão na capital, a Reforma da Previdência fez muita gente solicitar o benefício.

Nos cinco primeiros meses desse ano, o volume de requerimentos já superou em 28% o número de pedidos de todo o ano passado, em Fortaleza e Região Metropolitana. De janeiro a maio de 2019, já são 22.584 requerimentos; enquanto em todo o ano passado foram 17.558.

A demora aumenta também os gastos do Governo Federal. Já que, quando o benefício é concedido, o aposentado recebe o valor retroativo e corrigido desde a data de entrada do pedido da aposentadoria. Se o tempo de análise fosse respeitado não se gastaria tanto com juros.

Hoje, o processo de entrada da aposentadoria é feito pelo site do INSS; e o acompanhamento pelo aplicativo do órgão. Por isso, não adianta ir à sede do INSS.

Confira todos os detalhes no Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

PREJUÍZO

Demora da análise do INSS tem prejudicado quem está à espera de aposentadoria

Atualmente, o INSS está analisando os pedidos de aposentadoria feitos até o dia 30 de abril, mas o calendário deveria estar dois meses à frente

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

27 de agosto de 2019 às 09:00

Há 3 meses

A demora na análise de pedidos de aposentadorias já fez o calendário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) atrasar em dois meses, prejuízo para quem espera e também para os cofres públicos.

Atualmente, o INSS está analisando os pedidos de aposentadoria feitos até o dia 30 de abril, mas o calendário deveria estar dois meses à frente. De acordo com o gerente do órgão na capital, a Reforma da Previdência fez muita gente solicitar o benefício.

Nos cinco primeiros meses desse ano, o volume de requerimentos já superou em 28% o número de pedidos de todo o ano passado, em Fortaleza e Região Metropolitana. De janeiro a maio de 2019, já são 22.584 requerimentos; enquanto em todo o ano passado foram 17.558.

A demora aumenta também os gastos do Governo Federal. Já que, quando o benefício é concedido, o aposentado recebe o valor retroativo e corrigido desde a data de entrada do pedido da aposentadoria. Se o tempo de análise fosse respeitado não se gastaria tanto com juros.

Hoje, o processo de entrada da aposentadoria é feito pelo site do INSS; e o acompanhamento pelo aplicativo do órgão. Por isso, não adianta ir à sede do INSS.

Confira todos os detalhes no Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: