Novo contrato para recuperação de rodovia esburacada no Ceará terá custo de R$ 62 milhões

CE-155

Novo contrato para recuperação de rodovia esburacada no Ceará terá custo de R$ 62 milhões

Há 2 anos, foi assinado contrato no valor de R$ 48 milhões, mas o documento foi rescindido, e um consórcio assumiu o serviço por R$ 62 milhões. A CE-155 é a principal rota de acesso ao Porto do Pecém

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

10 de setembro de 2019 às 07:00

Há 1 semana
(FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O contrato foi assinado em 2017 e foram pagos mais de R$ 10 milhões, segundo o portal Ceará Transparente. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Quem trafega pela CE-155 sofre com a falta de infraestrutura da rodovia, que é o principal acesso para o Porto do Pecém. O problema já poderia ter sido resolvido. Há dois anos foi assinado um contrato no valor de R$ 48 milhões para a recuperação e duplicação da via, mas o documento foi rescindido este ano e um consórcio assumiu o serviço que, agora, ficou bem mais caro. Mais de R$ 62 milhões. Enquanto isso, ficam os prejuízos de quem precisa passar pelo local.

A recuperação e duplicação da CE- 155 foi licitada ainda em 2014, mas o resultado só saiu em 2015. A melhor proposta foi apresentada pela empresa Maciel Construções, no valor de quase R$ 48 milhões. O contrato foi assinado em 2017 e foram pagos mais de R$ 10 milhões, segundo o portal Ceará Transparente. Já em agosto deste ano, o serviço teve rescisão de contrato e um consórcio acabou assumindo a obra por mais de R$ 62 milhões.

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:


A Superintendência de Obras Públicas diz que a empresa contratada para a CE-155 se declarou impossibilitada de fazer o trabalho e que recebeu pagamento referente a serviços preliminares e 30% da terraplanagem e drenagem. Para continuar a obra, foi chamada a terceira colocada na licitação, porque a empresa segunda colocada não quis assinar contrato. A SOP diz ainda que não há impedimento para que a obra seja assumida pelo mesmo consórcio que fez a obra da estrada da Sabiaguaba.

Publicidade

Dê sua opinião

CE-155

Novo contrato para recuperação de rodovia esburacada no Ceará terá custo de R$ 62 milhões

Há 2 anos, foi assinado contrato no valor de R$ 48 milhões, mas o documento foi rescindido, e um consórcio assumiu o serviço por R$ 62 milhões. A CE-155 é a principal rota de acesso ao Porto do Pecém

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

10 de setembro de 2019 às 07:00

Há 1 semana
(FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

O contrato foi assinado em 2017 e foram pagos mais de R$ 10 milhões, segundo o portal Ceará Transparente. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Quem trafega pela CE-155 sofre com a falta de infraestrutura da rodovia, que é o principal acesso para o Porto do Pecém. O problema já poderia ter sido resolvido. Há dois anos foi assinado um contrato no valor de R$ 48 milhões para a recuperação e duplicação da via, mas o documento foi rescindido este ano e um consórcio assumiu o serviço que, agora, ficou bem mais caro. Mais de R$ 62 milhões. Enquanto isso, ficam os prejuízos de quem precisa passar pelo local.

A recuperação e duplicação da CE- 155 foi licitada ainda em 2014, mas o resultado só saiu em 2015. A melhor proposta foi apresentada pela empresa Maciel Construções, no valor de quase R$ 48 milhões. O contrato foi assinado em 2017 e foram pagos mais de R$ 10 milhões, segundo o portal Ceará Transparente. Já em agosto deste ano, o serviço teve rescisão de contrato e um consórcio acabou assumindo a obra por mais de R$ 62 milhões.

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:


A Superintendência de Obras Públicas diz que a empresa contratada para a CE-155 se declarou impossibilitada de fazer o trabalho e que recebeu pagamento referente a serviços preliminares e 30% da terraplanagem e drenagem. Para continuar a obra, foi chamada a terceira colocada na licitação, porque a empresa segunda colocada não quis assinar contrato. A SOP diz ainda que não há impedimento para que a obra seja assumida pelo mesmo consórcio que fez a obra da estrada da Sabiaguaba.