Polícia Federal investiga rede especializada em fraudar contas bancárias

OPERAÇÃO VALENTINA

Polícia Federal investiga rede especializada em fraudar contas bancárias

O esquema de fraudes bancárias gerou um prejuízo de mais de R$ 7 milhões

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

17 de abril de 2017 às 17:18

Há 3 anos
Rede especializada em fraudar contas bancárias (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Rede especializada em fraudar contas bancárias (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro/SBT mostrou com exclusividade os detalhes da operação Valentina, uma investigação da Polícia Federal que desvendou um esquema de fraudes bancárias. O prejuízo foi de mais de R$ 7 milhões.

Os criminosos contavam com a colaboração de uma funcionária de empresa de telefonia. Evaneide Moura Barbosa, também conhecida como Renata, foi identificada como empregada de uma empresa telefônica.

De acordo com a investigação, em troca de pagamento de valores, ela seria envolvida em operações que facilitavam as fraudes bancárias encontradas pela operação Valentina.

A investigação aponta que Evaneide Moura disponibilizava meios para bloqueio, resgate e habilitação de celulares, que permitiam a execução de fraudes. Ela desempenharia um papel importante nas operações do grupo investigado pela operação Valentina, executando desvios de chips.

Veja todos os detalhes da operação no vídeo da matéria do programa Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

OPERAÇÃO VALENTINA

Polícia Federal investiga rede especializada em fraudar contas bancárias

O esquema de fraudes bancárias gerou um prejuízo de mais de R$ 7 milhões

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

17 de abril de 2017 às 17:18

Há 3 anos
Rede especializada em fraudar contas bancárias (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Rede especializada em fraudar contas bancárias (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

O Jornal Jangadeiro/SBT mostrou com exclusividade os detalhes da operação Valentina, uma investigação da Polícia Federal que desvendou um esquema de fraudes bancárias. O prejuízo foi de mais de R$ 7 milhões.

Os criminosos contavam com a colaboração de uma funcionária de empresa de telefonia. Evaneide Moura Barbosa, também conhecida como Renata, foi identificada como empregada de uma empresa telefônica.

De acordo com a investigação, em troca de pagamento de valores, ela seria envolvida em operações que facilitavam as fraudes bancárias encontradas pela operação Valentina.

A investigação aponta que Evaneide Moura disponibilizava meios para bloqueio, resgate e habilitação de celulares, que permitiam a execução de fraudes. Ela desempenharia um papel importante nas operações do grupo investigado pela operação Valentina, executando desvios de chips.

Veja todos os detalhes da operação no vídeo da matéria do programa Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

 

Veja outros vídeos do Jornal Jangadeiro.