Plataforma de modernização promete integrar redes de saúde até 2023

NOVIDADES

Programa de modernização promete integrar redes municipal e estadual de saúde até 2023

O programa vai custar R$ 600 milhões e promete integrar postos de saúde, UPAs, policlínicas e hospitais no Ceará em uma única plataforma até 2023

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

19 de agosto de 2019 às 19:28

Há 1 mês
As ações foram propostas após 8 meses de planejamento (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

As ações foram propostas após 8 meses de planejamento (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Foi lançada nesta segunda-feira (19) a plataforma de modernização da saúde que promete integrar as redes municipal e estadual de saúde até 2023.

O programa de modernização da saúde do Governo do Estado vai custar R$ 600 milhões e promete integrar postos de saúde, Unidades de Pronto Atendimentos (UPA), policlínicas, hospitais estaduais e federais no Ceará em uma única plataforma. As ações foram propostas após 8 meses de planejamento.

Outra novidade é o sistema de transparência da Secretaria de Saúde do Estado, que vai mostrar os gastos da gestão e permitir à população acompanhar mês a mês a disponibilidade de vagas nas unidades de saúde e o andamento das filas de cirurgias.

O Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH) atende cerca de 100 pacientes por dia, mas já chegou a receber 350. No Ceará, são 22.502 diabéticos e mais de 122 mil hipertensos em tratamento. As duas são doenças crônicas que exigem consultas, exames e medicações frequentemente.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC) são os maiores responsáveis por mortes em todo o mundo. E o que mais causa esse tipo de problema de saúde são complicações decorrentes de doenças como diabetes e hipertensão. Só este ano, o estado registrou 1418 óbitos por AVC e doenças hipertensivas. Segundo o secretario de Saúde do estado, Dr Cabeto, diabéticos e hipertensos serão uma das prioridades da nova plataforma.

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Publicidade

Dê sua opinião

NOVIDADES

Programa de modernização promete integrar redes municipal e estadual de saúde até 2023

O programa vai custar R$ 600 milhões e promete integrar postos de saúde, UPAs, policlínicas e hospitais no Ceará em uma única plataforma até 2023

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

19 de agosto de 2019 às 19:28

Há 1 mês
As ações foram propostas após 8 meses de planejamento (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

As ações foram propostas após 8 meses de planejamento (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Foi lançada nesta segunda-feira (19) a plataforma de modernização da saúde que promete integrar as redes municipal e estadual de saúde até 2023.

O programa de modernização da saúde do Governo do Estado vai custar R$ 600 milhões e promete integrar postos de saúde, Unidades de Pronto Atendimentos (UPA), policlínicas, hospitais estaduais e federais no Ceará em uma única plataforma. As ações foram propostas após 8 meses de planejamento.

Outra novidade é o sistema de transparência da Secretaria de Saúde do Estado, que vai mostrar os gastos da gestão e permitir à população acompanhar mês a mês a disponibilidade de vagas nas unidades de saúde e o andamento das filas de cirurgias.

O Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH) atende cerca de 100 pacientes por dia, mas já chegou a receber 350. No Ceará, são 22.502 diabéticos e mais de 122 mil hipertensos em tratamento. As duas são doenças crônicas que exigem consultas, exames e medicações frequentemente.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC) são os maiores responsáveis por mortes em todo o mundo. E o que mais causa esse tipo de problema de saúde são complicações decorrentes de doenças como diabetes e hipertensão. Só este ano, o estado registrou 1418 óbitos por AVC e doenças hipertensivas. Segundo o secretario de Saúde do estado, Dr Cabeto, diabéticos e hipertensos serão uma das prioridades da nova plataforma.

Confira a reportagem completa do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT: