Trabalho de capacitação a agentes prisionais feito no Ceará vira referência a outros estados

PRESÍDIOS SOB CONTROLE

Trabalho de capacitação a agentes prisionais feito no Ceará vira referência a outros estados

Na reportagem especial do Jornal Jangadeiro, veja que a capacitação de profissionais e o investimento de R$ 4,5 milhões em armas somente em 2019 têm sido as estratégias para controlar ações do crime organizado nos presídios

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

21 de agosto de 2019 às 13:05

Há 3 meses
Os investimentos foram apenas para a compra de 1.751 pistolas (FOTO: TV Jangadeiro)

Foram feitos investimentos para a compra de 1.751 pistolas (FOTO: TV Jangadeiro)

A capacitação de profissionais e o investimento em equipamentos de segurança têm sido as estratégias do Governo do Estado do Ceará para combater e controlar ações do crime organizado nos presídios. Neste ano, somente para compra de armas, foram gastos mais de R$ 4 milhões. As medidas já mostram resultados positivos.

Além da redução da violência nas unidades, o trabalho feito aqui no Ceará virou referência e está sendo usado em outros estados.

O treinamento dos agentes penitenciários tem sido rigoroso. Todos os servidores estão passando por um curso de aperfeiçoamento de armamento e tiro. É indispensável para exercer a atividade.

É a primeira vez que uma equipe de reportagem tem acesso a um dos stands de treinamento com arma de fogo, na Grande Fortaleza. É o que mostra a reportagem especial do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT.

Outro grupo integra um curso seletivo para integrar a equipe de intervenções nas cadeias. Este tipo de capacitação não era realizada até o ano passado. Hoje, o modelo é referência para outros estados brasileiros, tanto que agentes penitenciários do Rio Grande do Norte, Acre e Distrito Federal vêm ao Ceará para a capacitação.

Profissionais capacitados precisam de equipamentos. Em 2019, foram investidos R$ 4,5 milhões apenas para a compra de 1.751 pistolas. A secretaria também comprou 700 espingardas, 419 coletes balísticos e 90 veículos, sem contar com os vários dispositivos de efeito moral.

Crise penitenciária controlada

O sistema penitenciário cearense iniciou o ano em crise com ações criminosas coordenadas de dentro dos presídios. A onda de ataques durou um mês. A situação foi controlada com apoio da Força Nacional. A Secretaria de Administração Penitenciária (Sap) faz um balanço positivo em relação ao ano passado.

No primeiro semestre de 2018, o Ceará registrou 58 fugas do sistema prisional. Em 2019, no mesmo período, foram apenas cinco. O número de mortes também caiu, de 28 para 1 caso. Do início do ano até agora, quase 6 mil celulares foram tirados de circulação.

Em junho, um drone que sobrevoava o Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II) foi abatido pelos agentes penitenciários. O equipamento estava com celulares e uma câmera.

E o tipo de resposta que o secretário tem para o crime: “não é pra dar moleza”.

Confira a reportagem especial de Marco Meireles para o Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Governo do Ceará gasta mais de R$ 4 milhões na compra de armas somente este ano

Governo do Ceará gasta mais de R$ 4 milhões na compra de armas somente este ano #JornalJangadeiro

Posted by TV Jangadeiro on Wednesday, August 21, 2019

Publicidade

Dê sua opinião

PRESÍDIOS SOB CONTROLE

Trabalho de capacitação a agentes prisionais feito no Ceará vira referência a outros estados

Na reportagem especial do Jornal Jangadeiro, veja que a capacitação de profissionais e o investimento de R$ 4,5 milhões em armas somente em 2019 têm sido as estratégias para controlar ações do crime organizado nos presídios

Por TV Jangadeiro em Jornal Jangadeiro

21 de agosto de 2019 às 13:05

Há 3 meses
Os investimentos foram apenas para a compra de 1.751 pistolas (FOTO: TV Jangadeiro)

Foram feitos investimentos para a compra de 1.751 pistolas (FOTO: TV Jangadeiro)

A capacitação de profissionais e o investimento em equipamentos de segurança têm sido as estratégias do Governo do Estado do Ceará para combater e controlar ações do crime organizado nos presídios. Neste ano, somente para compra de armas, foram gastos mais de R$ 4 milhões. As medidas já mostram resultados positivos.

Além da redução da violência nas unidades, o trabalho feito aqui no Ceará virou referência e está sendo usado em outros estados.

O treinamento dos agentes penitenciários tem sido rigoroso. Todos os servidores estão passando por um curso de aperfeiçoamento de armamento e tiro. É indispensável para exercer a atividade.

É a primeira vez que uma equipe de reportagem tem acesso a um dos stands de treinamento com arma de fogo, na Grande Fortaleza. É o que mostra a reportagem especial do Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT.

Outro grupo integra um curso seletivo para integrar a equipe de intervenções nas cadeias. Este tipo de capacitação não era realizada até o ano passado. Hoje, o modelo é referência para outros estados brasileiros, tanto que agentes penitenciários do Rio Grande do Norte, Acre e Distrito Federal vêm ao Ceará para a capacitação.

Profissionais capacitados precisam de equipamentos. Em 2019, foram investidos R$ 4,5 milhões apenas para a compra de 1.751 pistolas. A secretaria também comprou 700 espingardas, 419 coletes balísticos e 90 veículos, sem contar com os vários dispositivos de efeito moral.

Crise penitenciária controlada

O sistema penitenciário cearense iniciou o ano em crise com ações criminosas coordenadas de dentro dos presídios. A onda de ataques durou um mês. A situação foi controlada com apoio da Força Nacional. A Secretaria de Administração Penitenciária (Sap) faz um balanço positivo em relação ao ano passado.

No primeiro semestre de 2018, o Ceará registrou 58 fugas do sistema prisional. Em 2019, no mesmo período, foram apenas cinco. O número de mortes também caiu, de 28 para 1 caso. Do início do ano até agora, quase 6 mil celulares foram tirados de circulação.

Em junho, um drone que sobrevoava o Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II) foi abatido pelos agentes penitenciários. O equipamento estava com celulares e uma câmera.

E o tipo de resposta que o secretário tem para o crime: “não é pra dar moleza”.

Confira a reportagem especial de Marco Meireles para o Jornal Jangadeiro, da TV Jangadeiro/SBT:

Governo do Ceará gasta mais de R$ 4 milhões na compra de armas somente este ano

Governo do Ceará gasta mais de R$ 4 milhões na compra de armas somente este ano #JornalJangadeiro

Posted by TV Jangadeiro on Wednesday, August 21, 2019