"Droga só dá em 3 coisas: cemitério, cadeia ou cadeira de rodas", lamenta usuária de crack em Fortaleza

CENÁRIO PREOCUPANTE

“Droga só dá em 3 coisas: cemitério, cadeia ou cadeira de rodas”, lamenta usuária de crack em Fortaleza

O Brasil representa 20% do consumo mundial de crack em todo o mundo, e é o maior mercado da droga

Por Nordestv em Pode Contar

29 de junho de 2017 às 18:09

Há 2 anos
A realidade do crack em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

A realidade do crack em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

A série “O crack consumindo o Ceará” trata sobre a realidade da droga no estado. Na primeira matéria, você vai ver que 144 dos 184 municípios cearenses já têm a presença do crack. Um cenário preocupante e que vem tirando a paz de muita gente.

O Brasil representa 20% do consumo mundial de crack em todo o mundo, e é o maior mercado da droga. No país, aproximadamente 2 milhões de pessoas já usaram o entorpecente.

Acompanhe relatos de vítimas da droga no vídeo do Pode Contar da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos do Pode Contar.

Publicidade

Dê sua opinião

CENÁRIO PREOCUPANTE

“Droga só dá em 3 coisas: cemitério, cadeia ou cadeira de rodas”, lamenta usuária de crack em Fortaleza

O Brasil representa 20% do consumo mundial de crack em todo o mundo, e é o maior mercado da droga

Por Nordestv em Pode Contar

29 de junho de 2017 às 18:09

Há 2 anos
A realidade do crack em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

A realidade do crack em Fortaleza (FOTO: Reprodução Nordestv)

A série “O crack consumindo o Ceará” trata sobre a realidade da droga no estado. Na primeira matéria, você vai ver que 144 dos 184 municípios cearenses já têm a presença do crack. Um cenário preocupante e que vem tirando a paz de muita gente.

O Brasil representa 20% do consumo mundial de crack em todo o mundo, e é o maior mercado da droga. No país, aproximadamente 2 milhões de pessoas já usaram o entorpecente.

Acompanhe relatos de vítimas da droga no vídeo do Pode Contar da Nordestv/Band:

Veja outros vídeos do Pode Contar.